terça-feira, 13 de novembro de 2018

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Ano novo, check-up novo. Mas com que frequência?

Ano novo, check-up novo. Mas com que frequência?
Crédito da foto Para Paciente faz check up no Nossa Senhora das Graças: prevenção é saúde (foto: Ernani Ogata)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Ano novo, vida nova. E para garantir um 2018 com saúde, é hora também de fazer o check up com o seu médico. É que mesmo as pessoas que mantém hábitos saudáveis, como alimentação adequada e exercícios físicos regulares, podem possuir doenças ‘invisíveis’. “Qualquer um pode ter defeitos ou doenças que não apresentam sintomas e estar sob risco sem saber”, explica Alexandre Alessi, cardiologista do Hospital Nossa Senhora das Graças. E o começo do ano pode ser uma boa época para isso.
Segundo o especialista, o simples ato de ir ao médico quando surge algum sintoma pode prevenir e ainda curar doenças. Por isso, mesmo sem sintomas o indivíduo deve fazer, no mínimo, exames como avaliação dos possíveis fatores de risco, incluindo o eletro, o ecocardiograma e o teste de esforço.
Esse cuidado é ainda mais importante entre os homens, geralmente a partir de 40 anos, e mulheres após a menopausa. “Além disso, todos devem controlar os fatores de risco como obesidade, tabagismo, diabetes, hipertensão e colesterol, que é a melhor forma de prevenção”, salienta o cardiologista.
O grande problema, afirma Aier Adriano Costa, coordenador da equipe médica do Docway, é que ainda são numerosos os pacientes com hábito de se automedicar, ao passo que são poucos os que mantém o hábito de realizar o check up. “Algumas doenças são insidiosas e só vêm apresentar sintomas relevantes quando já estão em estágio avançado. O costume de consultar um médico não apenas quando se está doente faz muito bem pra saúde e pra uma boa qualidade de vida”, reforça.

Qual a frequência ideal?
Mas afinal de contas, você sabe com que frequência deve ir ao médico? Uma vez por ano ou duas? Todo mês ou um mês sim, outro não? A verdade é que cada idade exige uma “frequência” diferente de idas ao médico. Para crianças, por exemplo, a recomendação é que a primeira visita ocorra no 15º dia de vida de um recém-nascido. Passado esse período, devem ser feitas ainda outras cinco consultas ao longo do primeiro ano e outras quatro no segundo ano de vida. A partir daí, é necessário que se verifique o peso e a estatura a cada seis meses até o 5º ano de vida e depois anualmente entre os 6 e 18 anos. Quanto aos adultos, o check up deve ser feito, junto com todos os exames necessários, pelo menos uma vez ao ano, mesma situação para idosos (caso estejam saudáveis). As pessoas que já possuem doenças pré-existentes ou já tiveram algum problema cardíaco, assim como indivíduos que fazem parte de grupos de risco, precisam de cuidados redobrados.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Rodolfo Luis Kowalski

Notícias Relacionadas

Comentar: Ano novo, check-up novo. Mas com que frequência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596