Friday, 18 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Chuva forte já causa transtornos em Santo Antônio da Platina

Chuva forte já causa transtornos em Santo Antônio da Platina
Photo Credit To Morador ficou impedido de sair da casa por causa da lama e do buraco aberto pela chuva (Divulgação)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Moradores do Parque Pavão e da rua Deputado Benedito Lúcio Machado tiveram problemas com enchentes

A chuva forte e intermitente que vem atingindo Santo Antônio da Platina desde a segunda-feira, 7, já está causando transtornos em vários pontos da cidade. Além das enxurradas e do alagamento crônico da rua Deputado Benedito Lúcio Machado, quem precisou do Pronto Socorro Municipal precisou usar guarda-chuvas até na garagem. O excesso de água encharcou ainda a recepção, corredor e sala de emergência. A água começou a escorrer através de frestas e até da calha da iluminação. Funcionários tiveram que colocar baldes e bacias no chão para conter a água durante a madrugada e boa parte desta terça-feira (8).
Também passaram apertados os moradores do Parque Pavão. O local está em obras por causa dos trabalhos de infraestrutura que estão antecedendo a pavimentação do bairro vizinho, o Parque Jandira.
Segundo o morador Edson Carlos de Oliveira, as travessas da rua principal do Parque Pavão, Edeval dos Santos, acabaram virando um atoleiro por conta das galerias de água pluvial que estão sendo feitas. “O bairro vizinho é que vai ganhar melhorias e o nosso que é está revirado. Agora, com essa chuva, os buracos das galarias viraram verdadeiras piscinas. Tem casa que já foi invadida pela água. Na minha, por exemplo, não dá para entrar nem sair. A lama tomou conta de toda a rua”, reclamou.
O morador reconhece que a obra vai levar melhorias aos moradores, mas acredita que a empresa construtora deveria ter tomado algumas medidas preventivas para evitar esse tipo de transtorno; “Todo mundo sabia que ia chover muito nesse início de mês. A televisão vem mostrando a previsão do tempo há dias. Só a construtora não sabia e não se preparou”, disse.
Oliveira acha que o correto seria ter colocado pedrisco nas ruas. “Não sou especialista, mas trabalho na construção civil. Acredito que diante da previsão de chuvas, o certo seria ter colocado pedrisco nas ruas, já que elas estavam com a terra toda revirada por causa das galerias”, disse salientando, ainda, que até uma carreta da própria empresa responsável pela obra chegou a atolar no bairro. “Uma das manilhas já colocadas em vala chegou a afundar. Agora, o serviço da firma será dobrado”, disse.
O secretário municipal do Planejamento e Obras da prefeitura de Santo Antônio da Platina, Orlando Pimentel disse que a empresa responsável pela obra no Parque Jandira, estava esperando a chuva dar uma trégua para colocar pedriscos nas ruas do Parque Pavão. “Os funcionários da empresa vão espalhar pedriscos nas localidades atingidas e assim minimizar os efeitos da chuva e possibilitando a circulação de pedestres e veículos pelo bairro”, disse. O secretário informou que a prefeitura também aguardava uma estiagem para arrumar os vazamentos de água no Pronto Socorro municipal.
O Corpo de Bombeiros da cidade não recebeu, até o período da manhã de ontem, nenhum chamado de emergência de moradores, mas precisou socorrer, por volta das 10 horas – momento de muita chuva – um acidente na BR-153 entre Santo Antônio da Platina e Jacarezinho, com uma caminhonete de Siqueira Campos. O veículo capotou e só não caiu em um declive acentuado porque foi sustentada por eucaliptos plantados no acostamento. O motorista saiu ileso.
Previsão do tempo
Moradores em áreas de risco em Santo Antônio da Platina devem ficar atentos para os próximos dias. Segundo o meteorologista do Instituto Simepar, Lizandro Jacobsen, hoje as chuvas devem ocorrer de forma mais isolada e sem muita intensidade, porém, na quinta e sexta-feira não estão descartados temporais fortes. A previsão para a região é feita através da estação meteorológica da Simepar em Cambará.
Ainda de acordo com o Instituto, na segunda,7, e terça-feira, 8, já choveu cerca de 50 milímetros, ou seja, metade do que é esperado para todo o mês. O meteorologista disse que a partir deste mês, as chuvas devem se intensificar. “É a chegada da Primavera. É normal que o tempo fique mais instável nessa estação”, disse.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Gladys Santoro/ Tribuna do Vale

Related posts

Comentar: Chuva forte já causa transtornos em Santo Antônio da Platina

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596