Wednesday, 24 de February de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Com variante confirmada do coronavírus, Sesa diz que trabalha para evitar disseminação pelo Paraná

Com variante confirmada do coronavírus, Sesa diz que trabalha para evitar disseminação pelo Paraná
Photo Credit To (Foto: Vanessa Ataliba/Zimel Press/Folhapress)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

om a confirmação de cinco casos da variante brasileira do coronavírus (P1) no Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) afirmou nesta quarta-feira (17) que trabalha para evitar a disseminação da cepa entre a população. Em entrevista à Banda B, a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, disse que o estado já realiza um trabalho de monitoramento de contatos dos infectados pelo coronavírus e que esse trabalho foi ampliado para controle entre aqueles que tiveram algum tipo de aproximação com os cinco casos confirmados no estado.

“A gente já desenvolvida um projeto, inclusive apoiado pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), de monitoramento de contatos dos casos confirmados do coronavírus original, vamos dizer assim, então só estamos tratando com rigor maior esses casos de variantes para que a gente possa inibir o crescimento dessa mutação entre a nossa população. É um trabalho técnico para investigar as pessoas que estiveram no voo, as pessoas que foram atendidas no mesmo dia na área de saúde e os familiares e amigos, para assim a gente possa de fato bloquear o crescimento no nosso estado”, explicou a diretora.

Segundo a Sesa, não há transmissão local dessa variante coronavírus. Até o momento, o Laboratório Central do Estado (Lacen) já enviou 28 amostras positivas para a Covid-19 à Fiocruz. Cerca de outras 70 estão em análise.

Maria Goretti ainda reforçou que todos os casos são importados de Manaus. “Não temos nenhuma pessoa residente no Paraná com a variação, então por isso é importante a gente fazer o bloqueio, para evitar que aconteça o aumento de casos da variante”, concluiu.

O Paraná é o 13º estado a apresentar casos confirmados de infecção pela variante brasileira P1.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Felipe Ribeiro Banda B

Related posts

Comentar: Com variante confirmada do coronavírus, Sesa diz que trabalha para evitar disseminação pelo Paraná

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596