sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Em más condições, alça de acesso da PR-092 oferece risco para motoristas

Em más condições, alça de acesso da PR-092 oferece risco para motoristas
Crédito da foto Para Alça da PR092 no entroncamento com BR-153 tem buracos, mato alto e falta de sinalização - Antônio de Picolli
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fazer a conversão da PR-092 à BR-153, em Santo Antônio da Platina, se tornou uma pequena aventura para os motoristas, especialmente quando o tráfego pelo trecho acontece à noite ou em períodos chuvosos. A extensão da alça de acesso entre as rodovias apresenta uma grande quantidade de buracos, falta de sinalização e o matagal no acostamento completa o cenário de abandono.

Não à toa, o trecho em questão tem gerado inúmeras reclamações. Semana passada a reportagem foi procurada por motoristas que cobram soluções do governo do Paraná. Uma das queixas é do autônomo Irineu Fonseca, morador de Jacarezinho, que há duas semanas perdeu o controle do veículo que dirigia justamente neste ponto. “Estava chovendo e entrei ali no acesso devagar, não estava a mais do que 60 km/h, mas tentei desviar de um buraco e acabei perdendo o controle do carro, acho que aquaplanou, eu rodei e minha sorte foi que não vinha outro veículo atrás senão com certeza teria um acidente”, relembra.

“Vou sempre para Joaquim Távora e esse dia estava voltando de lá para minha casa, em Jacarezinho. Já tinha percebido que o lugar está bem ruim, mas com as chuvas piorou. O que deixa a gente irritado é que se trata de uma extensão pequena e faz tempo que está ruim. Arrumaram alguns pedaços da PR-092, mas deixaram outros sem fazer. São umas coisas que não dá para entender”, critica.

A PR-092, no trecho entre Santo Antônio da Platina a Wenceslau Braz, realmente passou por diversos reparos no segundo semestre do ano passado. Entretanto, alguns pontos da rodovia continuam com o asfalto em más condições de tráfego.

DER

Procurado pela reportagem, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná afirmou por meio de nota que a PR-092, no trecho citado, está contemplada no lote 6 do programa Conservação e Recuperação com Melhorias do Estado do Pavimento (CREMEP) do DER/PR. Ele prevê a realização de serviços de remendos superficiais e profundos, reperfilagem, microrrevestimento, melhorias no sistema de drenagem e na sinalização. Somente neste lote serão atendidos 347,15 quilômetros de estradas, um investimento de R$ 49,6 milhões.
Atualmente a empresa responsável está atuando na PR-431, entre Jacarezinho e Cambará, mas o DER/PR já está em tratativas com a mesma empresa para a realização dos serviços no trecho mencionado da PR-092”

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: Em más condições, alça de acesso da PR-092 oferece risco para motoristas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596