Thursday, 24 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Média de endividamento dos paranaenses foi de 87% em 2015

Média de endividamento dos paranaenses foi de 87% em 2015
Photo Credit To Categoria dos muitos endividados passou de 32,74% em dezembro de 2014 para 24,56% em 2015 (Antônio de Picolli/Tribuna do Vale)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A média de endividamento dos paranaenses fechou 2015 em 87,07%. O índice, elaborado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), mostra que o Paraná continua acima da média de endividamento do país, que foi de 61,1%. No decorrer do ano passado, o Estado esteve entre os estados com maior número de consumidores endividados.

A média anual de endividados com contas em atraso ficou em 26,44% e a dos que não terão condições de pagar seus débitos foi de 10,38%. 

Nível de endividamento

Em dezembro, 26,28% dos consumidores estavam muito endividados, situação parecida com dezembro de 2014, quando 25,66% das famílias reconheciam ter um grande número de dívidas.

Na análise interanual, observa-se uma mudança de comportamento entre as famílias com maior poder aquisitivo, que reduziram seu nível de endividamento. A categoria dos muitos endividados passou de 32,74% em dezembro de 2014 para 24,56% em 2015. Verifica-se que as classes A e B passaram a equilibrar melhor as contas e migraram para categoria dos mais ou menos endividados, avançando de 36,9% em 2014 para 50,88% em dezembro do ano passado.

Em contrapartida, entre as famílias com renda mensal de até dez salários mínimos houve um pequeno aumento no nível de endividamento. Os muito endividados passaram de 24,14% em dezembro de 2014 para 26,64% no mesmo mês de 2015. E os que mantinham os gastos em um patamar mais controlado reduziram de 48,52% em dezembro 2014 para 44,13% no último mês do ano passado.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Das Agências

Related posts

Comentar: Média de endividamento dos paranaenses foi de 87% em 2015

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596