Tuesday, 13 de April de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná: Familiar de jovem casal que morreu pela covid-19 na RMC desabafa: “A filha está acabada”

Paraná: Familiar de jovem casal que morreu pela covid-19 na RMC desabafa: “A filha está acabada”
Photo Credit To Pixabay
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Familiares do casal Laordo de Antônio Ribeiro, de 48 anos, e Noemia Martins Coimbra, de 41, vivem um drama. O cobrador de ônibus e a professora da rede municipal de Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, morreram nesta semana em um intervalo de 24 horas por complicações da covid-19. A filha do casal, de doze anos, está abalada e sofrendo muito, de acordo com a irmã de Laordo, Josimara de Miranda Ribeiro.

Casal morreu por complicações da covid-19 (Foto: Facebook)

 

“Eles tinham muito cuidado, uma higiene perfeita e eram saudáveis. Meu irmão era cobrador de ônibus, tirava a roupa sempre que chegava em casa, mas pode ser que tenha contraído trabalhando. É um inimigo invisível mesmo, por mais cuidado que você tenha, pode contrair esse vírus que destrói as famílias. A filha deles, de doze anos, está muito abatida e sofrendo. Nós estamos dando o apoio no momento”, descreveu.

O casal morava em Itaperuçu e tinha muitos sonhos pela frente, inclusive Noemia fazia pós-graduação para atuar com crianças com autismo. Os sintomas em ambos se apresentaram de forma simultânea.” Meu irmão foi internado e minha cunhada dois dias depois. Os dois foram para Curitiba e o caso foi se complicando. Eles ficaram juntos na doença e quando um piorava, o outro também, foi muito triste”, descreveu a irmã.

Josimara pediu que as pessoas não achem que o vírus é simples. “Procurem imediatamente o médico. Eles demoraram um pouco para buscarem o atendimento necessário, porque parecia que os sintomas tinham sumido, só que dai veio muito rápido a febre alta e falta de ar, mas já era tarde”, lamentou.

O casal costumava praticar esportes e não apresentava comorbidades.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Luiz Henrique de Oliveira Banda B

Related posts

Comentar: Paraná: Familiar de jovem casal que morreu pela covid-19 na RMC desabafa: “A filha está acabada”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596