Thursday, 1 de October de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná pode importar doses de vacina russa em caso de comprovação de eficácia

Paraná pode importar doses de vacina russa em caso de comprovação de eficácia
Photo Credit To Foto: Geraldo Bubniak/AEN
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Com a assinatura do memorando de cooperação técnica, o Paraná deve começar a receber a partir da próxima semana informações sobre a vacina russa contra a Covid-19, desenvolvida pelo Instituto Gamaleia. Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (12), o diretor-presidente do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Jorge Callado, afirmou que há uma expectativa de que a vacina seja produzida pelo Paraná no primeiro semestre de 2021, mas que em caso de comprovação da eficácia, há uma possibilidade de que o Estado importe doses do imunizante.

“Todas as etapas devem ser vencidas dentro do seu tempo e com segurança. Primeiramente temos que falar sobre a validação dos testes, já quanto a produção, é um segundo passo. De uma forma muito conservadora, a produção no Brasil é prevista para o segundo semestre de 2021. Mas claro que isso não impede que o Governo do Brasil faça importações se aprovada e registrada aqui”, explicou.

O memorando de entendimento com o Fundo de Investimento Direto da Rússia foi assinado no início da tarde pelo governador Ratinho Junior. Ele prevê ampliar a cooperação técnica, as transferências de tecnologia e os estudos sobre a vacina. O acordo deixa aberta ainda a possibilidade de realização de testes, produção e distribuição do imunizante. O embaixador russo no Brasil, Sergey Akopov, e o presidente do Fundo de Investimentos, Kirill Dmitriév, participaram do encontro virtual.

Críticas

Segundo o presidente russo, Vladimir Putin, o país é o primeiro do mundo a registrar uma vacina contra o coronavírus. O imunizante, porém, é visto com desconfiança pela comunidade científica e, no momento, não será indicada pela Organização Mundial da Saúde.

Questionado sobre as críticas, Callado garantiu que o memorando ainda não é um acordo e que o Paraná depende de todas as comprovações técnicas para ir adiante. “Nosso objetivo no momento é reunir informações e chegar a informações mais precisas, não podemos nos pautar por alguns comentários e citações. Ainda não temos informações sobre as fases 1 e 2, mas a força-tarefa que estamos reunindo terá tudo isso de forma pormenorizada. Temos informações de que a vacina passou por elas, mas precisamos ter as comprovações para ir adiante. Nós não vamos queimar etapas e não faremos aceleração de tempo sem total segurança”, garantiu.

Força-tarefa

A força-tarefa do Tecpar, em conjunto com o governo russo, deve ser publicado até o início da próxima semana. Um dos primeiros objetivos é a realização de um protocolo de intenções, que seja protocolado junto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Felipe Ribeiro Banda B

Related posts

Comentar: Paraná pode importar doses de vacina russa em caso de comprovação de eficácia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596