quarta-feira, 1 de Abril de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Prefeito deixa o cargo para assumir vaga como médico concursado

Prefeito deixa o cargo para assumir vaga como médico concursado
Crédito da foto Para Imagem Ilustrativa google imagens
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O prefeito de Ivatuba, no noroeste do estado, deixou o cargo para assumir uma vaga como médico concursado em outra cidade. Robson Ramos (Partido Social Democrático) prestou o concurso público três anos atrás, antes da reeleição.

No último dia 19 de fevereiro, Ramos abriu mão do cargo como prefeito e já começou os atendimentos médicos na cidade de Japurá, a cerca de 80 quilômetros do município que administrava desde 2013. Ele conta que, na verdade, desde 2016, quando foi reeleito, já pensava em voltar a atuar na profissão de formação.

Entre os motivos que o fizeram voltar para as unidades de saúde e deixar a função administrativa está o salário: como prefeito, Robson ganhava R$ 12 mil. No novo cargo, são R$ 8 mil a mais. Mas ele garante também que o desgaste da vida pública teve peso na decisão.

“A população é muito imediatista e a política não é imediatista. Você tem prazo para licitações…prazos para executar e fica difícil responder a população conforme eles querem”, arguementou.

Em Ivatuba, o vice-prefeito Sergio Santi assumiu a prefeitura. “Chegou em um ponto que eles pediam para eu vir logo para cá…e eu achei melhor deixar o vice-prefeito assumir e vir atuar como médico. Ele [vice-prefeito] cresceu na cidade e vai ser bom para ele ver se o que ele quer mesmo é a política”, contou Ramos.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: BandNews FM Curitiba

Notícias Relacionadas

Comentar: Prefeito deixa o cargo para assumir vaga como médico concursado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596