domingo, 12 de julho de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Prefeitura de Joaquim Távora solicita construção de mais 180 moradias

Prefeitura de Joaquim Távora solicita construção de mais 180 moradias
Crédito da foto Para Imagem Ilustrativa google imagens
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Abelardo Lupion, presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), recebeu na quarta-feira (11), em Curitiba, o prefeito de Joaquim Távora, Gelson Mansur Nassar, que solicitou a construção de 180 casas para famílias de baixa renda e ainda o acompanhamentodo processo de regularização fundiária de 270 terrenos no município.

Lupion esclareceu que promover condições dignas de moradia para a população de baixo poder aquisitivo consiste na principal atribuição da Cohapar. “Atuar de forma ampla no âmbito da habitação de interesse social, buscando soluções que atendam todos os municípios é ponto de honra para o governador Beto Richa e o grande desafio para nós da Cohapar”, declara Lupion.

O prefeito afirmou que saiu do encontro contente com o andamento dos processos. “Entendemos que habitação deve ser prioridade, pois uma casa própria transforma a vida das famílias. Estamos empenhados, junto com a Cohapar, para resolver tanto o problema das pessoas que não têm o documento de seus lotes quanto daquelas que ainda não realizaram o sonho de uma moradia digna”, disse.

Para a viabilização do conjunto com 180 moradias, uma equipe da Cohapar fará na próxima semana levantamento de área e avaliações preliminares do terreno que a prefeitura colocou à disposição.

Já para o andamento do projeto de titulação dos 270 terrenos no distrito de São Roque do Pinhal é necessário que a Câmara Municipal aprove o registro de parcelamento do solo e, posteriormente, aprove as alterações na lei de uso do solo. Depois disso, serão feitos os contratos finais de titulação.

Participaram da reunião, a assessora da presidência, Jocely Loyola; o vice-prefeito Valdeci Azarias; e Ricardo Silva, assessor do deputado estadual Luiz Claudio Romanelli.

Balanço – Joaquim Távora, nos últimos cinco anos, recebeu recursos que totalizam R$ 7,3 milhões, para o atendimento de 176 famílias, sendo 89 na área urbana e 71 na rural. Também foram entregues 16 titulações de imóveis.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Assessoria

Notícias Relacionadas

Comentar: Prefeitura de Joaquim Távora solicita construção de mais 180 moradias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596