Saturday, 27 de February de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Usando ‘confissão de Richa’, família de jovem que esperou por 13 horas pelo IML pede R$ 450 mil na Justiça

Usando ‘confissão de Richa’, família de jovem que esperou por 13 horas pelo IML pede R$ 450 mil na Justiça
Photo Credit To Família aguardou 13 horas para que corpo fosse recolhido em Colombo (Foto: Arquivo Banda B)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A família do jovem Carlos Ramon Dias Dell Antonio, de 18 anos, entrou com uma ação na Justiça nesta quarta-feira (28) pedindo R$ 450 mil ao Governo do Paraná. A solicitação aconteceu depois que a família aguardou por 13 horas até a chegada de uma viatura do Instituto Médico Legal (IML) para recolher o corpo do jovem, morto em um assalto no dia 15 de janeiro, em Colombo, região metropolitana de Curitiba. Para alegar o descaso e situação degradante pelos quais os familiares passaram, é usada como base a entrevista do governador Beto Richa, na qual ele tratou o caso como ‘situação desumana’.

“A nossa tese é que o governador já confessou a negligência e reconheceu o nosso pedido, faltando definir o valor da indenização”, disse o advogado Pedro Augusto Davidoff, que representa a família de Ramon. “Foi uma situação desumana e vexatória para a família, que precisou de uma tenda para proteger o corpo e que também teve que afastar até bichos, já que o corpo estava entrando em decomposição devido à demora”, completou.

O advogado afirmou que é inadmissível o despreparo de se ter apenas uma viatura para atender uma população de R$ 3,5 milhões de habitantes na Grande Curitiba. “Deixar a situação chegar a este ponto, tem uma relação direta ao dano sofrido pela família. O Estado deve garantir a dignidade das pessoas. A família passou por uma situação traumatizante”, garantiu.

O valor pedido é de R$ 150 mil para a namorada e os pais de Ramon, totalizando R$ 450 mil. Logo depois do caso, Richa definiu uma mudança na Secretária de Segurança Pública, com a saída de Wagner Mesquita. “Se houver a condenação ao governo, será possível o Estado entrar com uma ação contra os gestores responsáveis pelo problema no atendimento”, disse o advogado.

A expectativa é que o processo se arraste por anos na Justiça, a menos que Estado e família entrem em um acordo durante uma audiência de conciliação.

O caso

Após o crime, chamou a atenção a demora do recolhimento do corpo. A única viatura disponível do IML havia se envolvido em um grave acidente na Rodovia da Uva. Em nota, a Polícia Científica informou que houve um problema pontual que ocasionou a demora no recolhimento dos corpos. “Um rabecão que atendia Curitiba estragou e foi solicitada a empresa que loca as viaturas um carro reserva, o qual não foi disponibilizado. Tendo em vista a urgência das ocorrências, a direção da Polícia Científica solicitou o deslocamento de um rabecão que atende a Operação Verão, no Litoral do Estado, para auxiliar no atendimento em Curitiba. No momento em que foi solicitado o apoio, ocorreu um homicídio no Litoral, o que ocasionou a demora para a chegada do rabecão até Curitiba”, informou a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) em nota.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Luiz Henrique de Oliveir

Related posts

Comentar: Usando ‘confissão de Richa’, família de jovem que esperou por 13 horas pelo IML pede R$ 450 mil na Justiça

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596