terça-feira, 11 de Maio de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Sesc exibe longa metragem que concorre ao Oscar 2016

Sesc exibe longa metragem que concorre ao Oscar 2016
Crédito da foto Para Produção brasileira concorre ao Oscar 2016 na categoria melhor animação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Cine Sesc de Jacarezinho oferece ao público comerciário, estudantes, usuários do Sesc e a comunidade em geral, acesso a grandes filmes da cinematografia brasileira e mundial. Nesta terça-feira, 23, às 19h30 será exibido o filme “O Menino e o Mundo”, considerado um dos melhores filmes de animação. O longa metragem de produção nacional concorre ao Oscar 2016 na categoria de melhor animação do ano. A entrada é franca e censura livre para todas as idades. São apenas 60 poltronas disponíveis.

O filme é dirigido pelo cineasta paulista Alê Abreu, de 44 anos, e é a primeira vez que o país disputa nesta categoria. Em 2007 o cineasta estreou a animação “Garoto Cósmico”. Ele também dirigiu os curtas “Espantalho” (1998) e “Passo” (2007). “O menino e o mundo” conquistou, no ano passado, o Prêmio Cristal de longa-metragem no encerramento do 38º Festival do Filme de Animação de Annecy, no leste da França, considerado o epicentro mundial do cinema de animação.

O Sesc de Jacarezinho desenvolve o projeto Cine de Terça, exibindo um filme diferente a cada semana. Toda a programação é gratuita e as sessões ocorrem sempre às 19h30. Confira a programação para o mês de março.

No dia 1º de março, o Sesc traz o filme “O Congresso Futurista”  sob direção de Ari Folman.

O longa metragem fala sobre a vida da atriz Robin Wright, em fim de carreira que decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições de cuidar de seu filho, portador de deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital de sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica a ela mesma. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto de sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou. Classificação: 12 anos

Na semana seguinte, a exibição será do filme “Nausicaã do Vale do Vento”, sob direção de Hayao Miyazaki. A história conta após a destruição da maior parte da Terra pelo homem em um episódio conhecido como “Sete Dias de Fogo”, os sobreviventes vivem em pequenas comunidades espalhadas pelo globo. Uma dessas comunidades é o Vale do Vento, onde a princesa Nausicaa tem o estranho poder de consegui sentir o que a floresta sente e se vê obrigada a sair em uma jornada para tentar evitas outra guerra devastadora. Classificação: 12 anos

O filme “Princesa Mononoke”,sob direção de Hayao Miyazaki, será exibido no dia 15 de março. A história trata-se de um príncipe que é infectado por um deus possuído com um mal que lhe causará a morte senão achar a cura. Para encontrá-la, ele decide viajar para longe e acaba entrando numa batalha entre os deuses animais da floresta e habitantes de uma vila de mineiros, liderados por uma garota chamada Mononoke, que estão aos poucos acabando com a floresta. Classificação: 12 anos

Já nos dias 3, 10 e 17 de março (quintas-feiras), será exibida a Mostra Orson Welles(1915 – 1985), que foi um ator, diretor, roteirista e produtor de teatro, rádio e cinema americano. Depois de dirigir uma série de produções teatrais de alto nível aos vinte anos, incluindo adaptações inovadoras de “Macbeth e The Cradle Will Rock”, Welles ganhou fama nacional e internacional como diretor e narrador de rádio ao adaptar o romance de HG Wells “A Guerra dos Mundos”, realizado para a antologia série de rádio The Mercury Theatre on the Air, em 1938. Ele supostamente causou pânico generalizado quando os ouvintes pensaram que uma invasão por seres extraterrestres estava realmente ocorrendo na Terra. Seu primeiro filme foi Cidadão Kane (1941), corroteirizando, produzindo, dirigindo e estrelando. Welles era um estranho para o sistema de estúdio e dirigiu apenas 13 filmes de longa metragem em sua carreira. Seu estilo de direção distinta destaca formas em camadas de narrativa não lineares, o uso inovador de iluminação: como chiaroscuro, ângulos de câmera inusitados, técnicas emprestadas da rádio, planos com focos profundos e longas tomadas. Em 2002, Welles foi eleito o maior diretor de cinema de todos os tempos em duas pesquisas British Film Institute entre diretores e críticos. Classificação: Adulta

No dia 22 de março a exibição será de “A Fortaleza Escondida”, sob direção de Akira Kurosawa. A história acontece no Japão do século XVI, um poderoso homem escolta uma bela princesa fugitiva em meio ao território inimigo a caminho de casa. Em sua viagem, cruzam dois medrosos fazendeiros, que estão tentando retornar para casa depois de fugirem da Guerra Feudal. Principal inspiração de George Lucas para “Star Wars”, esta obra-prima de Kurosawa combina humor, drama e muita ação. Classificação: 14 anos

O Cine Sesc apresenta no dia 29 de março “Nervo Craniano Zero”, sob direção de Paulo Biscaia Filho, que conta a história da escriba Bruna Blach, que põe em prática um plano inescrupuloso para evitar que tenha um bloqueio criativo: adquirir um chip indutor de descargas de dopamina que, quando implantado no cérebro humano, gera surtos de inspiração criativa. Para isso, ela contrata os serviços do criador desta invenção, Dr. Bartholomeu Bava. Mas antes que Bruna implante em si mesma, ela o testa em uma cobaia humana, a simplória garota Cristi Costa. Classificação: 16 anos

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Dayse Miranda

Notícias Relacionadas

Comentar: Sesc exibe longa metragem que concorre ao Oscar 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596