domingo, 20 de junho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

19ª Regional de Saúde é a 4ª do Estado em cobertura vacinal

19ª Regional de Saúde é a 4ª do Estado em cobertura vacinal
Crédito da foto Para Imagem Ilustrativa google.com
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A 19ª Regional de Saúde, com sede em Jacarezinho, está a caminho de repetir o bom desempenho que teve na campanha de vacinação contra a gripe este ano, quando registrou a melhor cobertura do Estado, chegando a 95% de imunização das pessoas incluídas nos grupos prioritários. Com 12 dias da campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, a Regional, que abrange 22 municípios da região, já está em quarto lugar do Estado no que se refere a público alvo vacinado, totalizando 32% de cobertura.

Segundo o diretor da 19ª Regional de Saúde, Ronaldo Trevisan, a vacinação na região está entre os 18% e 72%. “O municípios menores estão mais adiantados. Isso se explica pela facilidade de divulgação e até mesmo de contato entre os moradores. Já os municípios maiores têm mais dificuldades nessa questão e a logística também é mais difícil, por isso eles demoram mais para atingir as metas. Acredito que no sábado, 18, dia D da Vacinação, esse índice vai subir muito mais, porque as Unidades de Saúde estarão abertas para receber os pais que têm dificuldades de levar seus filhos nos dias de semana”, explicou salientando que cada secretaria municipal de Saúde traçou uma estratégia para atrair o público. “Umas vão disponibilizar brinquedos, outras oferecerão guloseimas, enfim, cada cidade ficou responsável pela organização e estratégias. A ideia é convencer os pais a levar seus filhos e fazer com que a criança queira ir também”, disse.

Nos últimos anos, o Brasil tem registrado baixa cobertura vacinal durante essas campanhas. Para Trevisan, um dos motivos é que os pais dessas crianças – público alvo da campanha  – não chegaram a conhecer nenhuma das duas doenças, e por tanto, não acreditam na gravidade delas. “Esses pais são jovens e provavelmente, não tiveram sarampo e muito menos a poliomielite. Quando eles nasceram essas doenças já estavam controladas, e a vacinação já fazia parte da rotina vacinal dos postos de saúde. Então, eles não têm essa preocupação. Só que agora, vários países do mundo já registraram o retorno dessas duas doenças e se não tomarmos cuidado, elas voltarão com extrema rapidez, já que são de contágio muito fácil”, disse.

O sarampo, por exemplo, já apresentou surtos em vários estados da região Norte do País, por conta da imigração venezuelana. “Temos que vacinar os brasileiros e também os imigrantes que estão no nosso país. Eles também precisam ser protegidos para evitar que a doença se espalhe ainda mais. O objetivo é não deixar que esses vírus se difundam novamente”, comentou.

Tanto o sarampo quanto a poliomielite são consideradas doenças em “eliminação” no Brasil. “Não podemos dizer que elas foram erradicadas. Isso só ocorre quando o vírus desapareceu em todas as partes do planeta. Enquanto uma doença surgir em alguma parte do mundo, ela não pode ser considerada erradicada. Quando está há muitos anos sem se manifestar em alguns países, costumamos dizer que ela está em ‘eliminação’,” explicou.

Dia D

Neste sábado, 18, a vacinação ocorrerá em todas as cidades da região. Em santo Antônio da Platina, nove unidades de saúde ficarão abertas das 7h30 às 17 horas para receber o público alvo, que são crianças de um a cinco anos incompletos. Os pais ou responsáveis devem levar a carteirinha de vacinação.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Gladys Santoro

Notícias Relacionadas

Comentar: 19ª Regional de Saúde é a 4ª do Estado em cobertura vacinal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596