Thursday, 24 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Aluno da UENP é aprovado em doutorado na Inglaterra

Aluno da UENP é aprovado em doutorado na Inglaterra
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O estudante Jonatas de Paula Oliveira, 21, do 4º ano de Ciências Biológicas, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Campus Luiz Meneghel (CLM), de Bandeirantes, foi aprovado para o doutorado em Neurobiologia na Newcastle University, uma das mais conceituadas universidades da Inglaterra. Sob a orientação da professora inglesa Geraldine Wright, o acadêmico desenvolverá um projeto científico e experimental para entender como as abelhas conseguem diferenciar aminoácidos no processo de polinização.
Durante o doutorado, que será realizado no Instituto de Neurociência pertencente ao Instituto de Ciências Médicas de Newcastle, Jonatas tentará entender de que forma a percepção das abelhas estaria relacionada com a habilidade de conseguir diferenciar aminoácidos no processo de transferência do pólen de uma planta para a outra. No Instituto, o estudante, que cumprirá as disciplinas obrigatórias do curso, deverá receber treinamento das técnicas que o laboratório utiliza para, posteriormente, começar os experimentos que deverão se estender por quatro anos.
Jonatas carrega boas expectativas para a carreira fora do Brasil. Ele relata que a pós-graduação deverá treiná-lo como cientista, capacitando-o nas técnicas de laboratório para questionamentos mais complexos sobre quaisquer pesquisas. “O doutorado vai me possibilitar uma forma de pensar como cientista, uma mente curiosa de se perguntar sempre. Fazer perguntas complexas e conseguir elaborar experimentos simples que possibilitem responder essas perguntas”, declarou.
Para aprovação no doutorado, Jonatas explica que foram avaliados cartas de referência de dois professores estrangeiros, o seu histórico acadêmico na UENP, a experiência de pesquisa e a proficiência em inglês. “A forma de seleção no Reino Unido é diferenciada, pois não existem provas e nem há a necessidade de mestrado como intermediário. O estudante pode se aplicar direto aos estudos do doutorado se ele tem graduação”, comenta.
Como fator fundamental para aprovação, o acadêmico destacou o estágio realizado no departamento de Neurobiologia da Universidade de Harvard (EUA), realizado durante o período em que participou do programa “Ciências sem Fronteiras”, de 2013 a 2015, e a experiência adquirida na Iniciação Científica que realizou na UENP desde o primeiro ano do curso sob coordenação dos professores Fabiano Gonçalves Costa e Roberta Ekuni de Souza. “A Iniciação Científica contribuiu de maneira decisiva para a obtenção dessa conquista e serviu para gerar o desejo de ser um cientista e produzir ciência de qualidade. Foram várias experiências acumuladas para que eu chegasse diretamente ao doutorado”, salienta.
Jonatas partilha que Harvard foi um sonho que se tornou realidade na vida dele. “Participar do intercâmbio por meio do programa ‘Ciências sem Fronteiras’ me permitiu uma qualificação maravilhosa que não poderia atingir se estivesse no Brasil”. No departamento, o jovem pesquisador disse ter realizado pesquisa de nível elevado e treinamento que abriram portas em sua carreira. “Trabalhar em Harvard me ofereceu oportunidades de contato com outros pesquisadores e participação em seminários e palestras com cientistas renomados do mundo todo”, ressaltou.
Do campo à universidade
Natural de Ribeirão do Pinhal – PR, estudante de escola pública, o filho do trabalhador rural Noel de Oliveira e da dona de casa Ana Maria de Paula partilha ter vivido uma infância simples e financeiramente limitada. “Tudo que vivi foi decisivo na determinação de quem eu sou hoje. Fui criado no sitio, pés descalços, mas mesmo sendo de família rural, sempre tive o desejo de estudar muito, dar orgulho e melhores condições de vida para a minha família”.
A vida no campo, o trabalho pesado para ajudar o pai na plantação, colheita e venda dos produtos produzidos pela família em feiras, foi também estimulo para a busca de uma “vida melhor” de todos os irmãos Oliveira. “Meus pais, não tendo acesso a educação superior, nos estimularam, prezando sempre pela responsabilidade e pelo respeito ao próximo, a fazer faculdade e se tornar ‘alguém na vida’. Meu irmão mais velho conclui Odontologia na UEL neste ano. Minha irmã mais velha cursa Educação Física na UEL e minha outra irmã iniciou o curso de Engenharia de Alimentos na UTFPR, porém, por motivos pessoais, precisou interromper”, relata.
Após o doutorado, Jonatas pretende continuar a formação no exterior com o pós-doutorado. Faz planos de lecionar em uma universidade e liderar um laboratório de pesquisa, mas ainda não decidiu se será no Brasil ou no exterior. Ele viaja em agosto de 2016 para iniciar os estudos.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Assessoria

Related posts

Comentar: Aluno da UENP é aprovado em doutorado na Inglaterra

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596