segunda-feira, 1 de junho de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Depois de 16 anos, praça de pedágio em Cambará passa por testes para ser reativada

Depois de 16 anos, praça de pedágio em Cambará passa por testes para ser reativada
Crédito da foto Para G1 PR
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A praça de pedágio de Cambará, no norte do Paraná, que estava desativada desde 2002, passou por testes e está sendo preparada para ser reativada pela concessionária Econorte. A ação ocorre depois que a empresa foi intimada da decisão judicial para desativar a praça de Jacarezinho e reduzir o valor da tarifa das outras praças em 26,75%.

Alguns motoristas chegaram a pagar R$ 14,80 ao passar pela praça durante o período de testes, que fica na BR-369, na noite de sexta-feira (23).

O servidor público Vagner Cesar Teixeira Romão conta que ficou constrangido ao ser obrigado pelos funcionários da empresa a pagar a tarifa.

“Em nenhum momento fui informado que era período de testes. Os funcionários estavam perdidos, a praça não tinha cancelas e também não tinha placas informando o preço do pedágio. Foi uma injustiça muito grande, começaram a cobrança sem uma comunicação prévia. Dá a entender que a preocupação da empresa é só com a arrecadação, não podem perder nada”, reclamou.

A concessionária confirmou a cobrança e disse que ainda não há data de quando o local voltará a funcionar.

As cancelas da praça de pedágio de Jacarezinho, no Norte Pioneiro, foram liberadas após a concessionária Econorte ser notificada pela Justiça na tarde de sexta-feira.

A decisão é da Justiça Federal que informou que a redução do valor do valor do pedágio se aplica a a todas as praças de pedágio da empresa, incluindo a de Cambará em caso de reinstalação.

Na manhã deste sábado (24), a concessionária instalava placas indicando os preços das tarifas e mexia na estrutura onde ficam os guichês e cancelas.

Os valores de pedágio cobrados nas praças de Jacarezinho e Jataizinho eram os mais caros do estado.

Na praça de pedágio de Jataizinho, antes da determinação, o valor cobrado para a passagem de um carro custava R$ 22, em Jacarezinho o valor era de R$ 20,30.

Com a imposição de um novo valor, a Econorte passou a cobrar, na sexta-feira, R$ 16,10 por carro na praça de Jataizinho e R$ 13,85 na praça de Sertaneja.

Também anunciou no site o valor do pedágio na praça de Cambará, cada carro deve pagar R$ 14,80.

Notificação do estado
O governo do estado notificou a Econorte sobre a decisão da Justiça Federal neste sábado (24). A notificação foi entregue pelo interventor coronel Marco Aurélio Paredes Czerwonka.

A notificação é um procedimento previsto em contrato e, conforme o governo, foi cumprido dentro do prazo determinado em lei. Segundo o coronel, o documento reforça que o governo vai fiscalizar o cumprimento de todas as determinações impostas pela Justiça.

“É o cumprimento de uma etapa formal para o prosseguimento do processo na Justiça”, declarou o coronel.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: G1 PR

Notícias Relacionadas

Comentar: Depois de 16 anos, praça de pedágio em Cambará passa por testes para ser reativada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596