terça-feira, 25 de junho de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Econorte deve demitir mais de 70 funcionários

Econorte deve demitir mais de 70 funcionários
Crédito da foto Para Praça de pedágio de Jacarezinho permanece com as cancelas abertas – Foto: Lucas Aleixo
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A Triunfo/Econorte, que administra as praças de pedágio na BR-369 e BR-153, prevê a demissão de mais de 70 funcionários caso não consiga reverter a decisão da Justiça Federal que determinou o fechamento e o fim da cobrança em sua unidade localizada em Jacarezinho, divisa com Ourinhos (SP). Esses trabalhadores atuavam nas duas praças localizadas no distrito de Marques dos Reis, fechadas pela justiça. A informação é da própria concessionária.

Porém, existe a possibilidade de que ao menos parte desses funcionários seja realocada caso o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Paraná autorize a volta da cobrança do pedágio entre Cambará e Andirá – no mesmo ponto onde originalmente a tarifa era cobrada até a mudança para Jacarezinho.

 

“A Econorte rescindiu o contrato com prestadores de serviços de conservação da rodovia e, com isso, cerca de 30 colaboradores foram desligados. Caso não consiga reativar a operação na praça de Jacarezinho, nos próximos dias, não restará alternativa para a concessionária, que deverá promover novos desligamentos, estimando que aproximadamente mais 70 pessoas terão que ser demitidos”, afirma a nota enviada à Tribuna do Vale.

Além dos funcionários, também foram afetados cerca de 150 trabalhadores terceirizados que prestavam serviços à empresa, já sem vínculo contratual.

Os funcionários da Triunfo/Econorte são orientados a não dar entrevistas, mas entre eles o clima é de tensão e medo, uma vez que o emprego no pedágio é a única fonte de renda para dezenas de famílias.

IMBRÓGLIO

A disputa judicial envolvendo a manutenção da praça de Jacarezinho já dura mais de uma década. Instalado em 1997 entre Cambará e Andirá, na BR-369, o pedágio “se mudou” para Jacarezinho após o governo assinar um aditivo, no ano 2000, concedendo um trecho de pouco mais de 50 quilômetros da BR-153 (que vai desde a divisa entre Paraná e São Paulo até Santo Antônio da Platina).

Desde então a cobrança é feita no entroncamento da BR-369 com a BR-153, próximo à divisa com Ourinhos (SP). Pouco tempo depois o Ministério Público Federal pediu a volta do pedágio para Cambará alegando ilegalidade na concessão da BR-153.

Após inúmeras batalhas judiciais e liminares com suspensões e voltas da cobrança, em novembro de 2018 a justiça mandou a Triunfo/Econorte suspender novamente a operação da praça de Jacarezinho.

Em 28 de fevereiro deste ano o STJ (Supremo Tribunal de Justiça) havia suspendido os efeitos da decisão que impedia a cobrança na praça, entretanto, em 1º de março a 1ª Vara Federal de Jacarezinho determinou que a cobrança continuasse suspensa.

Facebook Comments
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: Econorte deve demitir mais de 70 funcionários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596