quarta-feira, 24 de julho de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Mato encobre sinalização e põe em risco usuários da BR-153

Mato encobre sinalização e põe em risco usuários da BR-153
Crédito da foto Para Vegetação toma conta das placas de sinalização na BR-153 – Foto: Dayse Miranda
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O matagal formado por falta de manutenção no trecho da BR-153 entre Santo Antônio da Platina até a divisa com Ourinhos (SP) coloca em risco os usuários da rodovia. Muitas placas já estão completamente tomadas pela vegetação, e associadas ao grande fluxo de caminhões e automóveis torna o tráfego ainda mais perigoso. O trecho de aproximadamente 50 quilômetros era administrado até o início de janeiro pela concessionária Triunfo/Econorte. O último acidente com óbito foi registrado há poucos dias, na ‘Pedra Criminosa’, entre Jacarezinho e Ourinhos (SP). A Econorte informa que não responde mais por este trecho em decorrência de uma liminar que impede a cobrança na Praça de Pedágio Marques dos Reis – considerada ilegal e com preços abusivos.

O Jornal Tribuna do Vale recebeu várias denúncias sobre a situação de abandono da rodovia. Um grupo de estudantes, por exemplo, que passa pelo local diariamente, relata que o trecho possui curvas sinuosas, que sem a devida sinalização se tornam muito perigosas. Além disso, os indicadores eletrônicos para a redução de velocidade não funcionam. “Passamos por este trecho todos os dias, e além do mato encobrindo as placas de sinalização nos deparamos com muitos motoristas imprudentes. Os horários de pico (manhã e final da tarde) são extremamente perigosos. Quantas vidas ainda precisam ser perdidas para providências efetivas?”, questiona a estudante de direito Carla de Oliveira Barbosa.

Em nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informa que a responsabilidade pelo trecho vem sendo tratada no âmbito da Sede do DNIT em Brasília, através do processo 50600.012301/2019-11 e até o momento não foi determinada à SR/PR qualquer ordem para atuação imediata na manutenção do referido trecho.

Entretanto, o DNIT vem recorrendo através da Sede em Brasília e do Ministério da Infraestrutura, sendo que não houve qualquer comunicação oficial determinando para que o órgão assuma o referido trecho. “Até porque por força dos normativos e legislação vigentes o DNIT não dispõe dos meios necessários para atuar de imediato em um segmento (isso prescinde de licitação, assinatura de contrato, empenho de recursos financeiros, etc…)”, diz a nota.

A equipe de reportagem ainda tentou localizar o gerente de concessão do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Marco Aurélio Gataz, para também se pronunciar sobre o assunto, mas ele não foi localizado e até o fechamento desta edição não retornou às ligações.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale Dayse Miranda

Notícias Relacionadas

Comentar: Mato encobre sinalização e põe em risco usuários da BR-153

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596