quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

MP promove audiência pública para discutir queima da palha de cana-de-açúcar

MP promove audiência pública para discutir queima da palha de cana-de-açúcar
Crédito da foto Para Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Andirá, no Norte Pioneiro paranaense, promoverá no dia 3 de dezembro, terça-feira, audiência pública para discutir a queima da palha da cana-de-açúcar nas propriedades rurais do município e seus efeitos ambientais. A reunião será realizada no Cinema de Andirá (Cine São Carlos, na Rua São Paulo, 503-625, Centro), com início às 18h30.

Aberto a qualquer pessoa interessada, sem necessidade de inscrição prévia, o evento buscará explicar à população e a todos os envolvidos no processo a legalidade da queima e seus impactos. A ideia do MPPR é buscar a solução mais adequada possível para que a queima seja realizada, respeitando os regulamentos estaduais que permitem de forma controlada e almejando a redução gradual dessa prática.

Acidente – A Promotoria ressalta a importância do tema para a cidade, que vem sofrendo frequentemente com as queimadas e a fuligem decorrente dessa prática, que interfere diretamente na saúde da população, no meio ambiente, na limpeza da cidade e até mesmo no tráfego viário. Recentemente, no dia 28 de outubro, ocorreu um acidente às margens da PR-092, causado pela falta de visibilidade resultante da queima da palha (houve um engavetamento entre um caminhão e dois carros). Também são impactados pela questão os trabalhadores de canaviais locais, os donos das áreas de cultivo e os proprietários das empresas que realizam a queima.

Continua depois da publicidade

Além dos promotores de Justiça que atuam na comarca, foram convidados a participar da audiência a prefeita, as juízas de Direito da comarca, o secretário municipal do Meio Ambiente, o presidente da Câmara de Vereadores e representantes dos escritórios do Instituto Ambiental do Paraná em Jacarezinho e Cornélio Procópio, do Sindicato Rural de Andirá, do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e das empresas que realizam a queima da palha da cana-de-açúcar no município.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas diretamente na 2ª Promotoria de Justiça, pelo e-mail andira.2prom@mppr.mp.br ou pelo telefone (43) 3538-2366.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Assessoria

Notícias Relacionadas

Comentar: MP promove audiência pública para discutir queima da palha de cana-de-açúcar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596