Thursday, 3 de December de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

NOVEMBRO VERMELHO. LEI É RECENTE, MAS INSTITUIÇÕES ABRAÇARAM A CAUSA E CAMPANHA JÁ CHEGOU A BOA PARTE DOS PARANAENSES

NOVEMBRO VERMELHO. LEI É RECENTE, MAS INSTITUIÇÕES ABRAÇARAM A CAUSA E CAMPANHA JÁ CHEGOU A BOA PARTE DOS PARANAENSES
Photo Credit To Ana Paula Prestes Virmond Traiano, especialista em Estomatologia e Radiologia odontológica, mestre em Radiologia Odontológica, é a convidada do programa Assembleia Entrevista desta sexta-feira (06).. Créditos: Reprodução
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O câncer bucal atinge 15 mil brasileiros todos os anos, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). A convidada do programa Assembleia Entrevista, da TV Assembleia, Ana Paula Prestes Virmond Traiano, especialista em Estomatologia e mestre em Radiologia Odontológica, foi a idealizadora do projeto que instituiu o Novembro Vermelho, mês de prevenção a esse tipo de câncer, no estado e teve papel fundamental nessa regulamentação.

Ela teve câncer de útero em 2017. Como já era professora da área bucal, acabou se envolvendo pessoalmente no tema. “Quando eu estava me recuperando do câncer, comecei a estudar sobre a doença na área em que eu era especializada e descobri que os números eram muito altos no Brasil e aqui no Paraná. Por isso, passei a buscar formas para tentar mudar esta realidade, com campanhas, e um projeto de prevenção”, ressaltou. Ana Paula então buscou a Assembleia Legislativa, na pessoa do presidente Ademar Traiano (PSDB), que é sensível à causa, já que enfrentou na família um câncer. Traiano perdeu a esposa para a doença. “O presidente Ademar Traiano perdeu a esposa, e pode-se dizer, até porque na época não existia esse trabalho preventivo. Na minha família, graças ao diagnóstico precoce, todos nós nos curamos”, disse Ana Paula.

Ana Paula destacou um dado fundamental divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de que em 2025, caso surjam mais campanhas de prevenção e diagnóstico precoce de câncer, os números tendem a cair 25% em todo o mundo.

O câncer bucal é o quinto que mais acomete os homens e o sétimo que mais atinge as mulheres em todo o mundo. A predisposição deste tipo de câncer entre os homens chega a 80%. Entre as principais causas, estão o uso de álcool, tabaco, exposição solar, o que significa que atinge ainda mais os trabalhadores rurais e os que atuam expostos ao sol.

Capacitação – Já em 2019, primeiro ano da lei, foi feita uma série de capacitações com cirurgiões dentistas nas regionais de saúde do estado. O objetivo foi mostrar a eles como identificar as lesões na boca, que, inclusive, se permanecerem por mais de duas semanas, precisam passar por biópsia. E isso, antes da legislação, não era um item tão observado. “Profissionais da área odontológica de várias regionais de saúde do Paraná, inclusive a de Guarapuava município onde eu resido, tiveram capacitação com profissionais do hospital israelita Albert Einstein”, lembrou a especialista.

Os sinais – As manchas de colorações arroxeadas, vermelhas ou brancas; feridas na boca que não se curam; e a rouquidão persistente são alguns dos principais sinais de que algo não vai bem. “E essa primeira observação pode ser feita pela própria pessoa, ao olhar-se no espelho. Ela deve observar a coloração de sua boca, começando pelos lábios, olhando língua e mucosa, para sentir se há algo de diferente. Um nódulo, ou uma elevação, por exemplo”, alerta. “Como algumas lesões são assintomáticas, essa observação é fundamental”.

A higiene bucal bem feita e após cada ingestão de alimentos é uma das principais formas de prevenção. Isso significa uma higienização completa com fio dental e enxaguantes bucais, além de movimentos leves com a escova de dentes, deixando as cavidades sempre limpas. Bons hábitos alimentares também são muito importantes. “Ingestão de frutas, verduras e legumes e muita água”, sugere.

Mesmo a lei sendo recente, Ana Paula conta que o engajamento dos órgãos de saúde do Estado e de hospitais como o Erasto Gaertner foram intensos. “Aqui em Guarapuava, temos o apoio total do Câncer Center, ligado ao hospital São Vicente, que faz um trabalho fantástico na área de odontologia, especificamente para pacientes oncológicos; universidades, clínicas particulares e até o comércio, que ajuda na divulgação da campanha juntamente com o Novembro Azul, porque uma campanha puxa a outra, o que é muito bom”, indicou.

O Senado também poderá aprovar uma legislação sobre o tema, o que pode tornar o Novembro Vermelho uma lei federal. “Por isso, temos que lembrar o comprometimento da Assembleia Legislativa do Paraná, que abraçou nossa causa, que poderá futuramente ser replicada em todo o país”, destacou.

O programa Assembleia Entrevista com a especialista em Estomatologia e mestre em Radiologia Odontológica, Ana Paula Prestes Virmond Traiano, vai ao ar nesta sexta-feira (6) a partir das 16 horas, pela TV Assembleia, canal 16 da Net/Claro e 10.2 em canal aberto, e pelo canal do Youtube.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Assessoria ALEP

Related posts

Comentar: NOVEMBRO VERMELHO. LEI É RECENTE, MAS INSTITUIÇÕES ABRAÇARAM A CAUSA E CAMPANHA JÁ CHEGOU A BOA PARTE DOS PARANAENSES

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596