quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Padre Alex fica famoso mas continua focando só envangelização

Padre Alex fica famoso mas continua focando só envangelização
Crédito da foto Para NpDiario
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

 

Parte da canção “Orar Costuma Fazer Bem” do padre Zezinho (religioso mineiro hoje com 77 anos) inicia o programa diário Manhã de Luz, apresentado pelo padre Alex de Oliveira Nogueira (fotos, algumas com o bispo da diocese, Dom Antônio Braz) da rádio Educadora de Jacarezinho (90.9 FM) de segunda-feira a domingo. Quase sempre o programa termina com outra música do padre Zezinho:”Oração pela Família”. O sucesso é tanto que o npdiariodemorou oito dias para conseguir conversar com o jovem de Tomazina, atualmente com 30 anos, e residindo no seminário jacarezinhense.
Ele disse para a reportagem, com sua fala calma, conciliadora e pragmática, “não ser prudente” conceder entrevista para a Imprensa porque integra o Tribunal Eclesiástico, o qual na jurisdição canônica, é a instituição que aconselha e adverte os cristãos católicos e propõe os caminhos salutares a serem seguidos “em determinadas situações da vida eclesial e espiritual, a fim de uma vida plena”. Só que acabou revelando um pouco da rotina de sua vida.

A rádio é propriedade da Cúria Diocesana de Jacarezinho e o quadro começou com o próprio bispo conduzindo. Há cinco anos, gravado por Alex, vai ao ar das seis às 6h10m e é repetido das 11h50m ao meio-dia. O sucesso estrondoso (hoje mais de 200 mil pessoas ouvem diariamente) veio mesmo há mais ou menos um ano através do aplicativo Whatsapp,”só de um celular smartphone da emissora são disparados 15 mil áudios por dia, informou a secretária, Val Rosa, adicionando que a procura é muito grande, “e pode ser ouvido ainda no Facebook e no site da rádio”.
O religioso/comunicador não comenta o sucesso e diz que a evangelização também incluiu ser vigário-judicial em Jacarezinho.


Mestre em Direito Canônico pelo Instituto Superior de Direito Canônico, agregado a Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, extensão Londrina (2014-2017), leciona no Curso de Filosofia do Seminário Rainha da Paz e Teologia no Seminário Divino Mestre. É juiz eclesiástico do Tribunal Interdiocesano e de Apelação de Londrina. Tem Licenciatura plena em História pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) (2005-2008).


Foi integrante do Núcleo Institucional de Pesquisa (NIP) desta instituição (2005-2008). Participou do Grupo de Estudos na área de História das Religiões (Linha: Catolicismo e protestantismo no Brasil no século XX: instituições religiosas e visões de mundo) entre os anos da graduação (2005-2008). Concluiu o Curso Livre de Filosofia no Seminário Rainha da Paz de Jacarezinho (2005-2008).

A primeira coisa que faço assim que acordo todos os dias é ouvir o padre, ele me eleva”

Terminou o Curso Livre de Teologia (2009-2012) no Seminário Divino Mestre de confissão Católica Romana, em Jacarezinho. Estudou um ano no Curso de Bacharel em Direito na UENP (Campus de Jacarezinho), em 2012.

 

Não aparenta pretender seguir carreira como profissional na área de comunicação e contou que grava os sete programas da semana de uma só vez em horários e dias “de acordo com a disponibilidade de estúdio”, afirmou, humilde, parecendo não ter a dimensão exata da importância de suas orações diárias para milhares de ouvintes.
Entre as pessoas com as quais se relaciona a opinião é unânime, não é nem um pouco afetado ou arrogante.Pelo contrário, “sua postura é sempre a de um padre bom e comprometido apenas com a evangelização“, garante um seminarista, ao lado de outros dois amigos próximos.

Orar tem feito bem mesmo e ouvir padre Alex se tornou uma rotina prazerosa, “é a primeira coisa que faço assim que acordo todos os dias, ele me eleva”, atesta Maria de Lurdes Pereira, 67 anos, aposentada de Joaquim Távora, que foi quem sugeriu fazer uma reportagem sobre o novo fenômeno do catolicismo brasileiro.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: NpDiario

Notícias Relacionadas

Comentar: Padre Alex fica famoso mas continua focando só envangelização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596