terça-feira, 25 de junho de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Representantes da Apae de Ribeirão Claro participam de curso de paraequologia

Representantes da Apae de Ribeirão Claro participam de curso de paraequologia
Crédito da foto Para Diógenes Gonçalves
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

As fisioterapeutas Raquel Rahuam e Aline Baggio, voluntária Caroline Siquerolli Zucco e a aluna de psicologia Gabriela Jorge Denobi participaram recentemente do 1º Curso Básico de Paraequologia. A capacitação foi ministrada em Curitiba pelos coordenadores do projeto de equoterapia da Polícia Militar do Paraná. O projeto beneficiará os alunos atendidos pela Escola Pérola do Norte (APAE) de Ribeirão Claro e veio ao município através da solicitação do prefeito Mario Augusto Pereira ao Capitão Cruz.

Com a conclusão do curso, profissionais da APAE coordenarão sessões com a utilização de cavalos no Centro Municipal de Eventos. Além de ceder o local, a prefeitura dará todo o suporte necessário para a realização do projeto.

O programa foi trazido ao município pelo prefeito Mario Augusto Pereira, que visitou no segundo semestre de 2017 a sede do Regimento de Polícia Montada “Coronel Dulcídio” da Polícia Militar, em Curitiba. O regimento da PM é um dos pioneiros na utilização do método terapêutico no estado e uma das principais referências em Equoterapia. Na ocasião, o chefe do executivo conheceu detalhes do programa e conseguiu a doação de três selas para o projeto.

O método terapêutico e educacional utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, para o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais. Tem eficácia reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Diógenes Gonçalves

Notícias Relacionadas

Comentar: Representantes da Apae de Ribeirão Claro participam de curso de paraequologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596