sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Surgimento do Zika vírus assusta e população começa combater o Aedes

Surgimento do Zika vírus assusta e população começa combater o Aedes
Crédito da foto Para Agentes afirmam que eliminação de criadouros não será interrompidos no inverno (Antônio de Picolli)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Precisou aparecer uma doença grave também transmitida pelo Aedes Aegypti – o Zika Vírus – para que a população começasse realmente a combater o mosquito transmissor, e com isso, reduzir o número de casos de dengue. O paralelo foi traçado pelo chefe da Divisão de Vigilância em Saúde da 19º Regional de Saúde, com sede em Jacarezinho, Ronaldo Trevisan. Ele acredita que o surgimento doZika e as consequências graves que ele provoca, principalmente, nas gestantes, está despertando a conscientização das pessoas. “O número de casos de dengue está caindo bastante, e posso garantir que esse aspecto ainda não está ligado ao frio. Somente daqui umas duas semanas, é o que fator climático vai aparecer nos números. Essa redução de casos de dengue está ligada ao medo do Zika”, comentou ressaltando que um exemplo é Cambará, que até poucos dias atrás enfrentava uma epidemia, com mais de 230 casos.

“A população está mais cuidadosa, prestando mais atenção no descarte do lixo e no acúmulo de água. São cuidados básicos, mas que as pessoas não levavam a sério. As prefeituras intensificaram bastante as medidas preventivas, mas ainda dependia da boa vontade dos moradores”, contou.

Apesar da tendência de queda de notificações, Trevisan alerta: “Não é para descuidar. O mosquito está se adaptando as diferentes situações e estações do ano. Mesmo quando estiver frio, será preciso manter as mesmas medidas preventivas”, avisou,

Segundo Ronaldo, até a semana passada, a região já contava com um caso de Zika em Jacarezinho, um em Siqueira Campos e uma investigação de Santo Antônio da Platina. Nenhum deles em gestantes.

Em Cambará, de acordo com os responsáveis pelo departamento de Vigilância em Saúde, de janeiro até o dia 4 de maio, a cidade somou 233 casos de dengue. Os agentes estão percebendo a redução de casos pelo número de notificações diárias. “Até o mês o passado, eram cerca de 9 por dia. Na semana passada, foram três por dia. Hoje, só registramos dois”, contaram.

Apesar da boa notícia, os funcionários da Vigilânciaesperam que a população cambaraense continue tomando os cuidados necessários para manter o Aedes Aegypti longe da cidade. “As pessoas precisam aprender a jogar lixo no lixo. Aqui, muita gente não espera o lixeiro passar e joga os resíduos em terrenos baldios, onde acumula água parada, que serve de criadouro do Aedes. A prefeitura tem feito seu trabalho e não vai diminuir o ritmo, nem mesmo no inverno”, afirmaram os agentes.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Gladys Santoro Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: Surgimento do Zika vírus assusta e população começa combater o Aedes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596