terça-feira, 15 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Vacinação contra dengue em Cambará vai até sexta-feira (7)

Vacinação contra dengue em Cambará vai até sexta-feira (7)
Crédito da foto Para Tribuna do Vale
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A Secretaria Estadual da Saúde prorrogou até sexta-feira, 7, a vacinação contra a dengue nos 30 municípios onde a imunização está ocorrendo gratuitamente. Na abrangência da 19ª Regional de Saúde, apenas Cambará está vacinando a população. Segundo o chefe da Divisão em Vigilância em Saúde Ronaldo Trevisan, essa é a última chance dos cambaraenses de aproveitar a oportunidade. “Essa vacina na rede privada custa R$ 420 a dose. Para que a cobertura seja garantida são necessárias três doses: uma a cada seis meses, o que totaliza R$ 1.260. Em Cambará a vacina está sendo oferecida de graça”, salientou.

Trevisan disse 68% do público alvo- dos 15 aos 27 anos – já foi imunizado com a primeira e a segunda dose. 54,26 tomou nesta etapa a primeira dose e 86,33% tomaram a segunda dose. A primeira foi oferecida na cidade em setembro de 2016. “Isso em número representa que faltam ainda cerca de 300 pessoas para tomar a segunda dose e fechar os 100% de cobertura. É importante cumprir todas as etapas para garantir a imunidade”, disse.

A vacina imuniza contra os quatro sorotipos transmitidos pelo Aedes Aegypti, por isso uma pessoa pode pegar dengue até quatro vezes, dependendo do tipo de vírus que ela contraiu. “Sem vacina, a pessoa fica exposta e pode pegar a doença repetidamente. Já a vacina vai impedir a transmissão e interromper o ciclo de contágio. É essencial tomar as três doses”, repetiu.

Quem está tomando a primeira dose agora, terá a segunda em setembro e a terceira em março do ano que vem. Quem já está na segunda etapa, só precisará de mais uma, que será em setembro.

Para que ninguém fique sem a vacina, os agentes comunitários de Saúde de Cambará estão procurando as pessoas que ainda não tomaram a segunda dose e oferecendo a primeira para quem não tomou nenhuma. “O trabalho é campo tem sido árduo. Os agentes estão indo nas casas das pessoas para lembra-las de tomar a segunda dose. Também equipes volantes  indo nas empresas e nos pontos mais movimentados da cidade. A ideia é conseguir uma cobertura de 100% já que ganhamos uma semana de prorrogação”, argumentou Trevisan.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: Vacinação contra dengue em Cambará vai até sexta-feira (7)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596