terça-feira, 27 de julho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Após amistoso, Löw reconhece que o Brasil está no caminho do hexa

Após amistoso, Löw reconhece que o Brasil está no caminho do hexa
Crédito da foto Para © Lucas Figueiredo/CBF O treinador da Alemanha disse que a seleção brasileira tinha mais motivação para amistoso e o põe como favorito na Copa
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Na avaliação de Joachim Löw, treinador campeão mundial em 2014, o resultado de quatro anos atrás trouxe reflexo na abordagem das duas seleções no amistoso desta terça-feira (27), em Berlim. O Brasil, que venceu a Alemanha por 1 a 0, com gol de Gabriel Jesus, atuou com mais motivação do que os anfitriões. Ele também declarou que os comandados por Tite são candidatos ao título na Copa do Mundo da Rússia.

“Se a alma brasileira se sente um pouco em paz depois do 7 a 1, está bem. A gente sabia desde o começo que o Brasil teria mais motivação, teria bastante concentração para começar o jogo seguinte ao 7 a 1. Claro que, talvez, pensavam que, se vencessem, poderiam se tranquilizar”, definiu.

Para o treinador alemão, houve muitas mudanças em relação ao Brasil de 2014. “Ofensivamente ficaram mais perigosos, jogam mais no contra-ataque com Douglas Costa, Wililan e Gabriel [Jesus], que são jogadores rápidos. Coutinho é muito bom com a bola, vai sempre em direção ao gol”, comparou.

“O Brasil ficou melhor na parte defensiva, mais estável não só nesse jogo, mas nos últimos jogos das Eliminatórias. O dia que o Brasil passou na semifinal de 2014 foi diferente. Depois dos 2 a 0, eles ficaram desesperados, chocados, e de repente caíram gols que não pensávamos. Já nesse tempo tinham uma boa parte defensiva, mas agora dá para ver que estão melhores coletivamente para se defender. Tite disse que todos precisam recuar, ajudar a defesa e nessa parte estão disciplinados”, completou em sua análise.

Para ele, o grupo de candidatos ao título, definitivamente, tem o Brasil. “São muito perigosos e após os últimos meses posso dizer que são um dos favoritos ao título”, cravou Löw. Com informações da Folhapress.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Folhapress

Notícias Relacionadas

Comentar: Após amistoso, Löw reconhece que o Brasil está no caminho do hexa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596