segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Bayern atropela, ganha de 6 a 1 e esta na semi final da Liga dos Campeões

Bayern atropela, ganha de 6 a 1 e esta na semi final da Liga dos Campeões
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O Bayer de Munique atropelou o Porto. A superioridade foi tão grande que aos 31 minutos do primeiro tempo o placar marcava 5 a 0. Na etapa final a equipe diminuiu um pouco e permitiu que o adversário equilibrasse as ações. Mas administrando a situação terminou a partida com soberanos 6 a 1. Thiago Alcântara foi o grande jogador da partida, mas Lewandowski  e Müller também se destacaram.

Fases do jogo: O Bayern de Munique estava pressionado e entrou em campo com a faca entre os dentes sufocando o Porto. A bola queimava no pé do time português que não conseguia sair de trás e via os donos de casa criarem chances de maneira natural. Os gols não demoraram a aparecer e o que poderia ser um drama para o torcedor virou festa com o primeiro tempo terminando 5 a 0.

O Bayern jogava com muita intensidade ganhando divididas e sendo superior nas bolas áreas. Tanto que os três primeiros gols foram desta maneira. Mas não significa um futebol de chuveirinho na área. Eram jogadas de linha de fundo e houve até linha de passe com bola área no terceiro gol dos donos da casa.

No segundo tempo o Bayern administrou e foi mais lento. O Porto pareceu que podia complicar, mas quando resolveu jogar a superioridade voltou.

Melhor: Thiago Alcântara (Bayern) – Pep Guardiola esperava o brasileiro naturalizado espanhol na beira do gramado para cumprimentar o jogador. As câmeras focavam no sorrido dele. A atenção era merecida porque Thiago Alcântara foi o dono da partida. Ajudou na marcação e distribuiu o jogo no meio de campo envolvendo todos os companheiros na partida. E ainda fez o primeiro gol da equipe.
Pior: Reyes (Porto) – É verdade que o mexicano estava improvisado na lateral direita, mas ele não conseguiu conter o ímpeto dos adversários neste setor. Tanto que foi sacado pelo treinador aos 31 minutos do primeiro tempo.

Toque dos técnicos: Julen Lopetegui teve problemas para armar o sistema defensivo do Porto. Não contava com os laterais Danilo e Alex Sandro que cumpriam suspensão e compôs o setor com improvisações. Percebendo que a solução não funcionou sacou Reyes da lateral direita e pôs Ricardo Pereira aos 31 minutos do primeiro tempo. Não resolveu muito e sempre que quis o Bayern criou chances de gol. A única intervenção de Guardiola foi sacar Rafinha que deu lugar a Rode. Ele atuou no meio campo e Lahm foi para lateral.

Para lembrar:

Inédito: Foi a primeira vez que o Bayern de Munique conseguiu reverter uma desvantagem de vencer por 2 a 0 ou mais gols na história da na Liga dos Campeões. Nas outras quatro oportunidades a equipe havia falhado.

Invencibilidade: O Bayern de Munique não tomou nenhum gol atuando na Allianz Arena nesta Liga dos Campeões. Foram cinco jogos no estádio na competição.

Portugueses: O Bayern nunca perdeu uma partida da Liga dos Campeões para times portugueses quando jogou em casa.

Espanhóis: Mais espanhóis começando entre titulares em Munique do que no jogo Barcelona. Na Alemanha eram Xabi Alonso, Thiago Alcântara e Bernat pelo Bayern de Munique além de Óliver Torres e Marcano no Porto. Na outra partida do dia os espanhóis eram Piqué, Busquets, Iniesta e Alba.
Senta lá: O erro no jogo de ida, quando entregou a bola para o segundo gol do Porto, custou a vaga de titular ao brasileiro Dante. No lugar dele entrou Badstuber
Coreografia da torcida antes de entrar em campo desistir jamais.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: uol

Notícias Relacionadas

Comentar: Bayern atropela, ganha de 6 a 1 e esta na semi final da Liga dos Campeões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125