sábado, 4 de julho de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Estreante marca e Paraná derrota o América-MG na Vila Capanema. Atlético-PR é empurrado para a vice-lanterna

Estreante marca e Paraná derrota o América-MG na Vila Capanema. Atlético-PR é empurrado para a vice-lanterna
Crédito da foto Para Rodolfo (camisa 7) comemora: gol e vitória na estreia (Foto: Geraldo Bubniak)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O Paraná segue firme e forte na luta contra o descenso no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (22 de julho), a equipe comendada por Rogério Micale conseguiu fazer valer o apoio da torcida e demonstrou maior repertório ofensivo num dia de estreias e improvisações, garantindo uma importante vitória por 1 a 0 diante do América-MG, gol marcado pelo estreante Rodolfo.

Agora com 13 pontos, o Paraná ascende à 18ª colocação, jogando o Atlético-PR para a vice-lanterna – o rubro-negro ainda joga neste domingo, às 19 horas, contra o Cruzeiro, fora de casa. Na próxima rodada, na quarta-feira, contra o Atlético-MG no Independência, a equipe terá a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento. Santos, Chapecoense e Vitória, 16º, 15º e 14º colocados, possuem, respectivamente, 14, 15 e 15 pontos.

Já o Coelho segue em queda livre. Nas últimas oito rodadas, apenas uma vitória, um empate e seis derrotas. Pela primeira vez, o time entra na zona de rebaixamento, aparecendo em 17º com 14 pontos. Na quinta-feira, tentará dar a volta por cima, também no Estádio Independência, em confronto contra o Internacional, às 20 horas.

Escalações

O técnico Rogério Micale promoveu uma série de mudanças na equipe paranistaapós a derrota para o Vitória, em Salvador. No setor defensivo, sem poder contar com os zagueiros Charles, vetado por problemas médicos, e Rayan, suspenso, o técnico teve de reintegrar Cléber Reis, que havia sido afastado por indisciplina, além de improvisar Igor – Mansur, recuperado de lesão, assumiu a lateral-esquerda.

No meio de campo, Caio Henrique ganhou nova oportunidade como titular enquantoNadson fez sua estreia, deixando Carlos Eduardo no banco. No ataque, Carlos, outro recuperado de lesão, e Rodolfo, contratado recentemente, foram as novidadesnas vagas de Thiago Santos e Raphael Alemão.

PRIMEIRO TEMPO

A etapa inicial teve ligeira superioridade paranista. Se os mineiros ficaram mais tempo com a bola (53% de posse) e também mostraram mais qualidade nos passes (228 certos, com 91% de acerto, contra 147 e 89% de aproveitamento dos paranistas), por outro lado os paranaenses foram mais incisivos e tiveram mais chances de gol – seis finalizações (três no alvo) para o time da casa contra três (nenhuma no alvo) para os visitantes.

O primeiro gol da partida veio aos 15 minutos, na segunda finalização a gol do Paraná, que foi também a segunda boa jogada da equipe criada a partir de lançamento longo. Mostrando oportunismo, o estreante Rodolfo desviou a bola batida por Caio Henrique para vencer o goleiro João Ricardo.

Com o placar aberto, o time mineiro se lançou ao ataque e passou a deixar mais espaços na defesa. O Paraná teve três oportunidades para ampliar o marcador, mas não aproveitou. Aos 40, quase foi punido com o empate em mais uma jogada de bola longa. O atacante Ademir, que havia entrado três minutos antes em campo, no lugar do volante Christian, acabou mandando por cima do gol ao tentar encobrir o goleiro um desesperado Thiago Rodrigues, que tentou abafar o lance abandonando a meta e até saindo da área.

SEGUNDO TEMPO

Os donos da casa voltaram mais organizados para a etapa complementar, procurando mais se proteger do que agredir ao rival. Ricardo Drubscky ainda tentou organizar o meio de campo mineiro com a entrada de Ruy, ex-Coritiba, no lugar de Marquinhos. Mas por pouco o Coelho não levou o segundo gol: no primeiro lance da etapa final, dois milagres em sequência do goleiro João Ricardo. Aos oito minutos, Carlos até balançou a rede, mas Anderson Daronco assinalou (corretamente) impedimento do atacante paranista.

Foi apenas aos 21 minutos de jogo que Rogério Micale promoveu a primeira substituição no Paraná, com Alex Santana substituindo Nadson. O América-MG, por sua vez, fez em seguida sua última alteração, com Gérson Magrão no lugar de Wesley.

Um episódio inusitado ocorreu aos 27 minutos. Micale chamou Léo Itaperuna para entrar em campo e a torcida vaiou. O treinador reagiu reclamando da postura dos paranistas, demonstrando o descontentamento gesticulando com os braços, e se manteve firme na decisão, sacando Rodolfo.

A essa altura, a partida já havia perdido em intensidade. As chances de gol rarearam, voltando a surgir apenas nos acréscimos, aos 51 minutos, quando Torito González (que substituiu Silvinho cinco minutos antes) deu lindo passe para Carlos. Novamente, João Ricardo evitou o gol – mas não a derrota de seu time, para alegria paranista.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ 0 AMÉRICA-MG
Paraná: Thiago Rodrigues; Júnior, Cleber Reis, Igor e Mansur; Leandro Vilela, Caio Henrique e Nádson (Alex Santana); Silvinho (Torito González), Rodolfo (Léo Itaperuna) e Carlos. Técnico: Rogério Micale
América-MG: João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Leandro Donizete, Christian (Ademir), Juninho, Wesley e Marquinhos (Ruy); Rafael Moura. Técnico: Ricardo Drubscky
Gols: Rodolfo (15-1º)
Cartões amarelos: Ademir, Aderlan, Gérson Magrão (A); Mansur, Leandro Vilela e Alex Santana (P)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Público: 3.217 pagantes (4.044 total)
Renda: R$ 63.515
Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR), domingo (22 de julho) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

6 – Bola bate e rebate na área após a cobrança de escanteio, até sobrar para Christian chutar forte da entrada da área, por cima do gol.

9 – Lançamento para a área. A zaga bobeia e Marquinhos aparece livre na frente da marcação. Ele tenta pegar de bicicleta, mas faz tudo errado e desperdiça.

13 – Carlos lança para a corrida de Caio Henrique pela direita. O meio-campista ajeita e toca para Nadson bater colocado, no canto, mas sem força. João Ricardo defende.

15 – Gol do Paraná! Cléber Reis lança para Silvinho, no outro lado do campo. O atacante encara o marcador, avança até a linha de fundo e cruza para Caio Henrique chutar colocado. Rodolfo aparece no meio do caminho e desvia de cabeça, matando o goleiro.

18 – Marquinhos vê Wesley infiltrando com liberdade na área e faz o passe. Mas o jogador do América-MG não alcança e só dá um toque na bola, recuando para o goleiro.

29 – Matheus Ferraz sai jogando errado. Caio Henrique aproveita e aciona Carlos, que gira e chuta forte de dentro da área. João Ricardo faz a defesa em dois tempos.

30 – Júnior recebe passe de Nadson na intermediária, ajeita e chuta forte, cruzado. A bola passa ao lado do gol, com perigo.

32 – Leandro Vilela lança para Rodolfo nas costas da defesa. O atacante avança até a linha de fundo e toca para Caio Henrique chegar batendo, para fora.

40 – Ademir recebe lançamento na frente da zaga. Thiago Rodrigues sai desesperado da área e o jogador do América-MG manda por cobertura, mas erra o alvo.

Segundo tempo

1 – Cruzamento rasteiro para Rodolfo bater da pequena área. João Ricardo defende com o pé. No rebote, Nadson manda uma bomba e o goleiro espalma.

7 – Boa troca de passes do Paraná pela esquerda. Júnior enfia para a passagem de Carlos, que domina na entrada da área e bate bonito para o gol. Mas o árbitro assinala impedimento.

18 – Mansur cabeceia a bola após a tentativa de inversão. Juninho domina a sobra na intermediária e manda uma bomba em direção ao gol, por cima.

51 – Torito González acerta belo passse para Carlos. O atacant invade a área, corta o marcador e fica de cara com João Ricardo. Ele bate forte, no contratapé, mas o goleiro consegue tirar usando o bico da chuteira.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Rodolfo Luis Kowalski

Notícias Relacionadas

Comentar: Estreante marca e Paraná derrota o América-MG na Vila Capanema. Atlético-PR é empurrado para a vice-lanterna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596