domingo, 20 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Londrina vence Atlético-MG nos pênaltis e fatura a Primeira Liga

Londrina vence Atlético-MG nos pênaltis e fatura a Primeira Liga
Crédito da foto Para Londrina x Atlético no Estádio do Café: 17 mil pessoas presentes (foto: Gustavo Oliveira / Londrina EC)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O Londrina sagrou-se campeão da Primeira Liga 2017. Na noite de quarta-feira (4), o time derrotou o Atlético-MG nos pênaltis (4 a 2), no estádio do Café, em Londrina. No tempo normal, o jogo terminou empatado em 0 a 0. A decisão da competição era em partida única.

O herói foi o goleiro César, que defendeu dois pênaltis na série de tiros. César já havia sido também decisivo na semifinal, contra o Cruzeiro, ao salvar três cobranças na decisão por pênaltis.

O time paranaense ostentava a melhor campanha na Primeira Liga – e por isso teve a prerrogativa de decidir o título em casa. O Tubarão devorou Paraná, Figueirense e Avaí na fase de grupos e o Fluminense na quartas-de-final. E eliminou o Cruzeiro na semifinal, ao vencer nos pênaltis (3 a 1) após empate em 2 a 2. O Atlético-MG, por sua vez, fez apenas quatro pontos na primeira fase e se classificou em 2º. Depois, eliminou Internacional (nas quartas) e Paraná Clube (na semifinal) ao vencê-los pelo mesmo placar: 1 a 0.

O Londrina não tinha o volante Germano, suspenso por três cartões amarelos. “Perdemos um pouco com o Germano, mas o Jumar está bem”, declarou o técnico Claudio Tencati. Já o time mineiro veio com força máxima para a partida, em seu segundo jogo sob o comando do técnico Oswaldo de Oliveira – no primeiro, a equipe derrotou o Atlético-PR na Arena da Baixada.

Na primeira etapa, que terminou sem gols, o Londrina teve mais finalizações: 8 contra 4 do Atlético-MG. No lance mais perigoso, aos 25 minutos, Negueba girou em cima de Adílson e bateu forte, para boa defesa do goleiro Victor. “Nosso time adiantou a marcação e incomodou. Vamos ver se mantemos isso para o segundo tempo”, disse Negueba, na saída de campo.

Na etapa final, Valdivia quase marcou um gol olímpico para o Atlético, aos 8 minutos. O time mineiro passou a tomar conta do campo, ao passo que o Londrina apostava em contra-ataques. Dentro dessas propostas, ninguém se sobressaiu, e o jogo foi para os pênaltis.

Nos pênaltis, Jumar abriu a série e fez 1 a 0 para o Londrina, chutando no cantinho direito. Fábio Santos cobrou no canto direito e empatou. Edson Silva bateu forte e Victor quase defendeu com o joelho, mas não evitou o 2º gol do Londrina. Robinho fez 2 a 2 ao mandar no ângulo esquerdo. Ayrton deslocou Victor e fez 3 a 2. Clayton chutou no canto direito e o goleiro César defendeu, mantendo o 3 a 2 para o time paranaense. Dirceu acertou o canto esquerdo, por baixo de Victor, e fez 4 a 2. Rafael Moura chutou e César defendeu mais um, dando o título ao Londrina. Negueba e Marlone nem precisaram cobrar.

 

LONDRINA 0 x 0 ATLÉTICO-MG

Londrina: César; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Rômulo (Marcinho), Jardel, Jumar e Artur; Negueba e Carlos Henrique (Safira). Técnico: Cláudio Tencati

Atlético-MG: Victor; Alex Silva, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Cazares (Marlone) e Valdívia (Clayton); Robinho e Fred (Rafael Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira

Nos pênaltis: Londrina (Jumar, Edson Silva, Ayrton, Dirceu) x Atlético-MG (Fábio Santos, Robinho; Clayton e Rafael Moura perderam)

Cartões amarelos: Ayrton, Jardel, Adílson, Negueba

Árbitro: Báulio da Silva Machado (SC)

Público: 15.735 (pagantes), 17.003 (total)

Renda: R$ 383.920

Local: Estádio do Café, em Londrina, quarta-feira

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Bem Paraná

Notícias Relacionadas

Comentar: Londrina vence Atlético-MG nos pênaltis e fatura a Primeira Liga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596