terça-feira, 17 de outubro de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Operário perde em casa, mas conquista o título da Série D do Brasileirão

Operário perde em casa, mas conquista o título da Série D do Brasileirão
Crédito da foto Para (Felipe Dalke/Banda B)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Como bem diz o hino, o Operário tem mostrado seu talento, no Paraná ou n’outro estado brasileiro. Depois de conquistar a hegemonia estadual há dois anos, o time viveu do céu ao inferno em 2017, teve um início de temporada turbulento, mas fecha o ano pintando o território nacional em preto e branco. E nem mesmo a derrota por um a zero foi capaz de tirar o sorriso do rosto dos 8.870 torcedores presentes no Germano Krüger, na noite deste domingo (10). Depois de ter goleado por cinco a zero na ida, o Fantasma não levou susto e conquistou o título inédito da Série D do Campeonato Brasileiro.

Com a ampla vantagem conquistada na última semana em Ceará-Mirim, só um desastre tiraria a taça do Operário. Nem mesmo o discurso dos jogadores do Globo-RN após o jogo de que iriam vender caro o duelo de volta foi capaz de assustar. Afinal, quem assusta é o Fantasma.

Superior na parte inicial do jogo, o time paranaense soube conter o ímpeto do adversário e cadenciou a decisão no primeiro tempo, criando oportunidades para tentar fechar a festa com uma vitória. Mas o que a equipe do técnico Gerson Gusmão não contava era com uma noite inspirada do goleiro Dasaev. Na primeira chegada, aos 18 minutos, Quirino recebeu lançamento na direita, cortou para o meio e finalizou para firme defesa do arqueiro.

Porém, foi o time potiguar que conseguiu ser efetivo e aproveitar a chance que teve nas mãos. Ou melhor, nos pés. Aos 24 minutos, escanteio cobrado na área, a defesa falhou e a bola sobrou para Tiago Lima, que completou para o fundo das redes, fazendo o gol do Globo-RN.

Para não erguer a taça com uma derrota, o Fantasma buscou o empate ainda na etapa inicial. Aos 27, Lucas Batatinha tentou o chute forte e o goleiro Dasaev defendeu. Aos 30, nova jogada pela direita e mais uma grande intervenção do camisa 1 adversário.

Operário pressiona, não marca, mas ergue a taça

Em busca da igualdade no placar, os mandantes seguiram tendo amplo domínio e pressionando o Globo no segundo tempo. As melhores jogadas iniciais saíram dos pés do atacante Lucas Batatinha. Na primeira, aos sete minutos, ele tentou cruzamento da direita e Quirino não alcançou. Pouco depois, aos 11, ele tentou de fora da área e o goleiro Dasaev espalmou para salvar mais uma vez.

A melhor chance do Fantasma veio dos pés de Robinho. Aos 17 minutos, ele cobrou falta da entrada da área e mandou por cima do gol potiguar, raspando a trave e assustando a meta adversária.

A torcida chegou a tirar o grito de gol da garganta, mas a arbitragem anulou. Aos 32 minutos, após cruzamento na área, Juan Sosa dividiu com o goleiro Dasaev e a bola entrou. O árbitro, no entanto, assinalou falta no camisa 1 do Globo.

Mas não foi necessário gritar gol. O anulado foi apenas um aquecimento para o que estava por vir. Se soltando aos poucos, timidamente, os torcedores do Operário começaram a gritar “é campeão” mais uma vez. Depois do título estadual em 2015 e da Taça FPF, em 2016, o Fantasma é campeão brasileiro da Série D em 2017.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Guilherme Coimbra

Notícias Relacionadas

Comentar: Operário perde em casa, mas conquista o título da Série D do Brasileirão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125