sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná volta às oitavas de final da Copa do Brasil após cinco anos e ultrapassa R$ 3 milhões em premiação

Paraná volta às oitavas de final da Copa do Brasil após cinco anos e ultrapassa R$ 3 milhões em premiação
Crédito da foto Para Goleiro Léo comemora a classificação do Paraná com o mascote. (Geraldo Bubniak/AGB)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O grande objetivo do Paraná durante toda temporada é o retorno para a Série A, mas a campanha na Copa do Brasil vem sendo muito significativa não apenas dentro de campo. Com a classificação para as oitavas de final, o Tricolor acumula R$ 3,435 milhões apenas de premiação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Inicialmente, o Paraná recebeu R$ 300 mil apenas por participar da competição, R$ 375 mil por eliminar o São Bento, R$ 810 mil pela classificação contra o Bahia, R$ 900 mil após passar pelo ASA e mais R$ 1.050,00 por superar o Vitória. Tudo isso sem contar as rendas das partidas que passou de R$ 200 mil somente na partida da noite desta quarta-feira (19).

Outro motivo para os paranistas comemorarem é o retorno para as oitavas da Copa do Brasil após cinco anos. A última vez foi em 2012, ano complicado para o clube, quando disputou a Divisão de Acesso no estadual e em uma campanha de superação parou justamente nesta fase do torneio nacional para o Palmeiras com duas derrotas por 2 a 1 e 4 a 0.

A atual campanha vem gerando muitos elogios ao elenco paranista, mas o técnico Wagner Lopes mantém os pés no chão e afirmou que o Tricolor tem condições de seguir muito mais adiante na competição. “As dificuldades vão aparecer em todos os jogos e a gente não perde, nem ganha antes. Então, vamos ter raça para irmos longe e duelarmos de igual para igual com qualquer adversários. Todos os jogadores têm condição de jogar em qualquer clube. A vontade de vencer é a mesma de quando trabalhei no Paulista de Jundiaí em 2005”, comentou.

Agora, o Tricolor aguarda pelo sorteio das oitavas de final que acontece nesta quinta-feira (20), às 12h, na sede da CBF. Os prováveis adversários são Atlético, Atlético-MG, Botafogo, Chapecoense, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Por Pedro Melo

Notícias Relacionadas

Comentar: Paraná volta às oitavas de final da Copa do Brasil após cinco anos e ultrapassa R$ 3 milhões em premiação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596