domingo, 13 de junho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Cida pede à coligação que retire o nome de Richa ao Senado “para que ele se defenda”

Cida pede à coligação que retire o nome de Richa ao Senado “para que ele se defenda”
Crédito da foto Para Cida pediu que Richa deixe a candidatura ao Senado – Foto: Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A governadora e candidata ao governo do Paraná, Cida Borghetti (PP), pediu à coligação dos partidos que representa a retirada da candidatura de Beto Richa(PSDB) ao Senado.

“Estou solicitando aos partidos da coligação a retirada da indicação de Beto Richa ao Senado para que ele possa se dedicar a sua defesa”, disse durante coletiva em Toledo, nesta segunda-feira (17), segundo informa o colunista Celso Nascimento, na coluna Contraponto.

Cida pediu que Richa deixe a candidatura ao Senado – Foto: Divulgação

Segundo Cida, a operação do Gaeco batizada de Rádio Patrulha e a divulgação das gravações dos diálogos de Beto Richa tornaram a situação insustentável.

“Não aceito, não admito, não compactuo com nenhum ato de desvio de conduta. Quando assumi o governo do estado um dos meus primeiros atos foi a criação da Divisão de Combate à Corrupção”, afirmou, sem querer comentar a decisão do ministro Gilmar Mendes de soltá-lo. “A decisão é pessoal, mas estou pedindo às coligações que se retire a candidatura. É o melhor para todos”, completou.

A operação Rádio Patrulha investiga desvios relacionados ao programa Patrulha no Campo. Os fatos investigados ocorreram no primeiro mandato do ex-governador Beto Richa, nesse período Cida era deputada federal.

Diversas lideranças do PSDB como o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ademar Traiano, vice-presidente do PSDB, e o ex-chefe da Casa Civil, deputado federal Valdir Rossoni, e o ex-deputado federal e ex-Chefe da Casa Civil, Cesar Silvestre, estão apoiando abertamente o candidato Ratinho Jr (PSD).

  • Gaeco questiona decisão de Gilmar Mendes e diz que grupo de Richa tentou coagir testemunhas

Richa

Por outro lado, desde que deixou a prisão na madrugada de sábado (15), Richa vem dizendo que vai continuar na campanha. Ele convocou prefeitos para um ato de desagravo na manhã desta terça-feira, em seu comitê. Richa alega que é inocente das acusações de lavagem de dinheiro e corrupção.

Sobre a fala de Cida nesta segunda-feira, a assessoria apenas informou que “a candidatura é irreversível”.

Hoje é o último prazo, segundo a lei eleitoral, para a desistência e troca de candidaturas. Pela lei, apenas Beto Richa pode desistir de ser candidato.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Banda B

Notícias Relacionadas

Comentar: Cida pede à coligação que retire o nome de Richa ao Senado “para que ele se defenda”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596