domingo, 20 de junho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Jacarezinho recebe projeto piloto de combate ao mosquito da dengue

Jacarezinho recebe projeto piloto de combate ao mosquito da dengue
Crédito da foto Para Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Em parceria com o Instituto de Tecnologia do Paraná (TECPAR), a Forrest Brasil Tecnologia Ltda está desenvolvendo um Projeto Piloto em Jacarezinho, no Norte Pioneiro, município que apresenta um grave histórico de epidemias de Dengue.
O Projeto Piloto compreende uma série de ações a serem desenvolvidas ao longo de um ano na cidade, que visam a promover a soltura estratégica de milhares de mosquitos machos estéreis a fim de reduzir a população de mosquitos selvagens no local e, indiretamente, o risco de surgimento de epidemias de doenças cujos agentes causadores são transmitidos pelo mosquito Aedes Aegypti.
Segundo os pesquisadores, os diferenciais desse método são:
I- O mosquito Ae. aegypti macho estéril não é e nem envolve o uso de organismos geneticamente modificados;
II- Os mosquitos machos estéreis são produzidos a partir da cepa selvagem de Ae. aegypti coletada na própria região a ser tratada, ou seja, não é introduzida uma cepa nova de mosquitos na natureza;
III- O uso de laboratórios móveis, que garantem flexibilidade, rapidez, eficiência e logística necessárias para a produção em massa de mosquitos a serem liberados.
O projeto prevê ainda uma série de ações educativas (com estudantes, servidores públicos, pastorais), para que a comunidade também participe desse esforço para o combate do mosquito.

Serviço:
O lançamento do projeto piloto será segunda-feira, dia 27 de agosto, às 15 horas, na sede da TECPAR em Jacarezinho – Rua Marciano de Barros, 700.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Eugenia Chaiben

Notícias Relacionadas

Comentar: Jacarezinho recebe projeto piloto de combate ao mosquito da dengue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596