Wednesday, 2 de December de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Médico jordaniano esquece celular no abdome de paciente após cesariana

Médico jordaniano esquece celular no abdome de paciente após cesariana
Photo Credit To Royal News/Reprodução
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um ginecologista jordaniano é acusado de ter deixado seu celular acidentalmente no abdome de uma paciente durante uma cesariana no mês passado.

Hanan Mahmoud Abdul Karim, 36, foi internada em um hospital privado de Amã, na Jordânia, para o parto em 24 de abril. Durante o procedimento, o ginecologista teria deixado o telefone celular dentro da barriga de Karim, que deu deu à luz um bebê de 4,8 kg. As informações são do jornal Gulf News.

Majeda Abdul Hamid, a mãe da paciente, disse ter notado uma vibração na barriga da filha depois de ela ter tido alta e voltado para a casa.

“Minha filha sofreu graves dores e não conseguia se mover. Eu a trouxe de volta para o hospital, onde nada foi feito por ela”, disse a mãe.

Karim foi então internada no serviço de urgência do hospital público Al Bashir, em Amã, onde um exame de raio-X revelou um objeto estranho dentro de sua barriga. Ela foi operada e o telefone celular removido.

O caso de Karim se tornou um escândalo no país e ecoou no governo da Jordânia.

Hatem Al Azrae, porta-voz do Ministério da Saúde da Jordânia, disse que o caso de Hanan é “infundado e  fabricado”, mas afirmou que o ministério está averiguando o caso.

 

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : uol

Related posts

Comentar: Médico jordaniano esquece celular no abdome de paciente após cesariana

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596