quinta-feira, 18 de julho de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Falta de inseticida pode agravar casos de dengue em Jacarezinho

Falta de inseticida pode agravar casos de dengue em Jacarezinho
Crédito da foto Para Falta de inseticida para o fumacê aumenta o risco de epidemia de dengue em Jacarezinho – Foto: Antônio de Picolli
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho, que abrange 22 municípios do Norte Pioneiro, está sem previsão para receber o inseticida usado no combate ao Aedes aegypit – mosquito transmissor da dengue e outras doenças – em forma nuvem de fumaça, o popular fumacê. A substância está em falta no Brasil e só pode ser importada pelo Ministério da Saúde, que ainda não tem prazo estabelecido para o recebimento de novos lotes.

De acordo com o diretor da 19ª Regional de Saúde, Tony Palhares, o governo deve informar na próxima semana sobre a data prevista para a chegada do inseticida. “O governo do Estado tentou comprar a substância usada no fumacê, que está em falta em todo Brasil, mas por força da lei, apenas o Ministério da Saúde pode fazer esse tipo de compra. Então o que nos foi passado é que até próxima semana eles nos darão uma previsão sobre a chegada do produto”.

Na região o único município afetado pela falta do inseticida é Jacarezinho, já que as outras cidades não apresentam números que causem preocupação no que diz respeito a casos de dengue.

Em Jacarezinho, porém, já são registrados mais de 100 casos da doença neste ano e o risco de epidemia é grande. Desta forma o fumacê seria uma alternativa importante neste momento. Na semana passada em conversa com a reportagem da Tribuna do Vale o secretário de Saúde de Jacarezinho, Marcelo Nascimento e Silva, explicou que os métodos usados no município são os bloqueios e aplicação do veneno com bombas costais, mas mostrou grande preocupação com o crescimento do número de casos da doença.

“É uma situação preocupante, e infelizmente caminha para a epidemia se a doença continuar se espalhando nesse ritmo. Temos tomado todas as medidas ao nosso alcance. Temos feitos bloqueios nos focos e o uso da bomba costal, mas o governo diz que não tem mais veneno então não usamos o fumacê. De qualquer forma, precisamos muito da ajuda da população. Seja com as calhas, até com recipientes de água e comida de cachorros, que podem se tornar focos do mosquito. A gente pede muito a colaboração da população e também orienta para o uso de repelentes”, disse na oportunidade.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale Lucas Aleixo

Notícias Relacionadas

Comentar: Falta de inseticida pode agravar casos de dengue em Jacarezinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596