sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Operação Verão reduz número de roubos e furtos no Litoral do Paraná

Operação Verão reduz número de roubos e furtos no Litoral do Paraná
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
O governo do Paraná fez na tarde desta quinta-feira, 5, uma reunião de avaliação dos primeiros 15 dias do Verão Paraná 2016/2017. Entre os principais resultados está a redução de furtos (-25,6%) e roubos (39,4%), o aumento na apreensão de armas (16,7%) e autuação por Perturbação do Sossego (-40,1%), a divulgação semanal de boletins de balneabilidade, a disponibilidade de Wi-Fi gratuito em tempo integral e cadeiras anfíbias para portadores de necessidades especiais. Foram investidos cerca de 27,5 milhões para esta temporada e são quase 3 mil profissionais em atuação no Verão Paraná.
“Nós convocamos essa reunião com todos os seguimentos e todas as secretarias de Governo envolvidas no Verão Paraná para fazer uma avaliação de como estão ocorrendo as ações no litoral do estado. Os resultados são uma somatória do esforço de todos os segmentos de governo, de todas as secretarias e estamos seguindo efetivamente aquilo que o governador Beto Richa tem nos pedido para que dê uma atenção toda especial ao litoral e às demais regiões que são atendidas pelo Verão Paraná”, avalia o Coordenador Estadual do Verão Paraná 2016/2017 e Secretário Chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas.
Na área de segurança pública, o reforço de policiamento com efetivo oriundo de outras regiões do Estado, aliado a modernização de equipamentos e locação de viaturas novas exclusivamente para o Verão Paraná resultaram na redução de crimes como roubo, furto, perturbação de sossego, além de maior presença policial nas ruas, praias e locais turísticos do litoral paranaense. Nesta temporada houve 148 prisões, 122 Termos Circunstanciados (Tcs) lavrados e sete armas de fogo apreendidas.
“A nossa operação está se dando de uma forma muito positiva, pois estamos trabalhando em conjunto com a Polícia Militar, Criminalística, IML e outros órgãos estaduais para que a segurança pública no Litoral seja reforçada e os turistas possam gozar de maior tranquilidade”, disse o coordenador da Polícia Civil no Verão Paraná, delegado Benedito Gonçalves Neto.
A PM intensificou as ações de policiamento comunitário e atua, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, na distribuição de pulseirinhas de identificação para as crianças na areia. Somente nesta temporada foram distribuídas 6.266 pulseirinhas.
“Os moradores do Litoral estão extremamente satisfeitos, elogiando a ação da polícia militar a presença efetiva com viaturas, policiamento a pé, policiamento de bicicleta, ou seja, eles estão extremamente satisfeitos, fora outras manifestações também de turistas que por aqui passaram e observaram isso”, destacou o coronel Castilho.
O Corpo de Bombeiros também preparou seu efetivo para a temporada de verão no Litoral, colocando à disposição dos banhistas 89 postos de guarda-vidas, prontos para atuar no salvamento do cidadão quando for necessário. Além desse grupo de profissionais, a instituição tem ambulâncias, equipes de patrulhamento aquático e especializados em busca e resgate para atuar conforme a necessidade.
“Nós estamos com 89 postos de guarda-vidas abertos em todo o litoral, além de todo um trabalho que envolve quadriciclos, barcos, motos aquáticas e até o apoio da aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), enfim, uma estrutura grande e suficiente até o momento para atender a comunidade que está no Litoral do estado”, explicou o Comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Juceli Simiano Júnior.
Desde o início do Verão Paraná até agora, somente no litoral, os bombeiros militares fizeram 288 salvamentos, 9,077 advertências para banhistas na areia e atenderam 333 situações de afogamentos em toda a faixa litorânea paranaense. Também foram registrados quatro óbitos por afogamento até esta quinta-feira (05/01).
“Infelizmente estas mortes acontecem frequentemente por descuido, ou por situações que são alheias à própria ação do nosso guarda-vidas, como por exemplo a situação de mal súbito, onde a pessoa entra na água, passa mal, desmaia e depois ela acaba afogando-se por conta do mal súbito anterior. É importante que as pessoas sempre tomem banho de mar próximo aos postos de guarda-vidas, porque ali, mesmo em uma situação de mal súbito, a chance de intervenção imediata é muito maior e a chance dessa pessoa vir a sobreviver também”, avalia o coronel Simiano.
Na área de saúde, diretora Ilda Natsuko Nagafuti, explicou que a secretaria colocou três tendas de serviços para a população nos três municípios paranaenses com praias (Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná). “Estamos com reforço no atendimento médico e de enfermagem em todos as sete cidades do Litoral, além da prestação de testes rápidos de vírus HIV, de hepatites virais, aferição de pressão, de glicemia e orientações para que as pessoas tenha mais qualidade de vida”, afirmou.
As ações educativas visam principalmente a conscientização sobre a dengue, doença que no verão traz preocupação mas que pode ser evitada com o apoio do cidadão em tomar atitudes preventivas para evitar o acúmulo de água limpa e evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Desde o dia 22 de dezembro até esta quinta-feira (05/01) foram feitos 23.291 atendimentos nas unidades de saúde, além de 495 remoções feitas pelo Samu.
O meio ambiente também tem sido foco das ações de Governo com ações educativas sobre o descarte de lixo reciclável nas areias. Segundo o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti, as atividades têm sido feitas junto à comunidade. “A SEMA e seus órgãos vinculados têm essa preocupação e nesse momento nós também trabalhamos não somente na medição, mas também pedindo para a comunidade de que uma praia limpa, a preservação ambiental não compete apenas ao setor público, nós precisamos cumprir a nossa obrigação, mas no âmbito geral o cidadão precisa também fazer a parte dele não sujando, não jogando lixo em local não adequado até porque os custos são maiores para a própria sociedade”, avalia.
Foi comemorado a boa balneabilidade das águas marítimas paranaenses, com mais de 99% delas boas para banho. “Nós estamos observando que em relação há anos atrás houve um avanço considerável, demonstrando que quem vem para a praia quer frequentar a areia limpa e o mar com água adequada para o lazer e diversão”, apontou o secretário.
Paulo Sérgio Nogueira, coordenador do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), disse que as ações de proteção ambiental irão se intensificar ao longo das semanas, incluindo ações conjuntas com outros órgãos. “Faremos as atividades de fiscalização, atuando principalmente nos casos de invasões, proteção de restingas, controle de construções irregulares e outras demandas, contando com o apoio da Polícia Ambiental e de outros órgãos públicos”,afirmou.
A Sanepar também reforçou o atendimento ao cidadão com equipes preparadas para atender os casos de interrupção de fornecimento de água e demais demandas. “Apesar da nossa agilidade no atendimento, sempre precisamos melhorar e nisso reforçamos o nosso sistema de abastecimento por carros pipa caso haja desastres ou imprevistos. Esses veículos além de atender essas situações, também estarão prontos para atender os comerciantes para evitar que sejam prejudicados”, disse Glauco Requião, diretor da Sanepar.
A intensificação abrange a limpeza das areias e oferece ainda aos cidadãos as duchas ecológicas e as cadeiras anfíbias para as pessoas portadoras de necessidades especiais. “Além da catação manual do lixo, também temos as saneadoras de areia, máquinas que fazem o revolvimento da areia tratamento microbiologicamente o solo, uma técnica que o próprio sol acaba aniquilando as bactérias e garantindo uma qualidade da areia”, disse.
As duchas da Sanepar tem capacidade para atender 600 pessoas por dia com até dois litros de água contínuos e foram instaladas no dia 27 de dezembro. “Temos ainda as duchas ecológicas que sugam a água do solo, são tratadas por um sistema de cloração e a população pode utilizar sem problemas. Nesse ano implementamos uma novidade que são as cadeiras anfíbias, adaptadas para as pessoas portadoras de necessidades especiais e que estão sendo um verdadeiro sucesso”, avalia Glauco.
Houve agilidade no atendimento da Copel e reforço nos serviços prestados ao usuário, com os pontos de recarga de celular e a rede de Wi-Fi gratuito. “A Copel Telecom disponibiliza esse serviço para possibilitar maior conforto ao veranista com acesso a uma internet de qualidade para o banhista conversar, ver seus e-mails, atualizar seu perfil nas redes sociais, entre outras possibilidades”, disse o Gerente da Agência de Matinhos, Giulliano Casagrande.
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Bem paraná

Notícias Relacionadas

Comentar: Operação Verão reduz número de roubos e furtos no Litoral do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596