domingo, 16 de dezembro de 2018

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

População da zona rural vive caos por estradas precárias

População da zona rural vive caos por estradas precárias
Crédito da foto Para Alunos estão sendo prejudicados por precariedade nas estradas rurais do município (Divulgação)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Vídeos e fotos enviados nesta quarta-feira (21) por moradores da zona rural de Santo Antônio da Platina mostram o estado de abandono da maioria das estradas que cortam o território do município. O drama vivido por moradores de vários bairros gera um clima de revolta contra a administração municipal, principalmente depois que três integrantes da Câmara de Vereadores denunciaram esta semana que a Secretaria de Obras do Município, liderada pelo vereador licenciado José Panegada está realizando serviços em propriedades particulares, privilegiando produtores abastados em detrimento dos mais carentes.

 

Um dos vídeos mostra um ônibus de transporte escolar com várias crianças em seu interior, encalhado na estrada rural que liga a cidade aos bairros Barra Mansa 1 e 2. Os menores, sem consciência do risco que correm, ainda brincavam no coletivo, enquanto homens engatavam um cabo de aço a um trator com que pretendiam desencalhar o veículo.

“É vergonhoso o desrespeito com que nossos agricultores e a população rural de forma geral, estão sendo tratados por essa administração municipal. Curioso é que o prefeito Zezão (José da Silva Coelho Neto – PHS) foi eleito com a bandeira de um projeto social cristão”, critica o vereador Jose Jaime Mineiro (PSDB). Para ele, não pode haver espírito cristão numa gestão que usa máquina da prefeitura em propriedades de “amigos do poder”, enquanto crianças ficam sem ir à escola porque as estradas estão intransitáveis.

Para o vereador Rudinei Esteves, o Rudi (MDB), o que está acontecendo com a população rural é um crime. Produtores de leite impossibilitados de entregar a produção nos laticínios. Crianças sem poder assistir aulas, sem contar riscos a vidas humanas, pois muito desses menores acabam sendo transportados em carretas ou tratores, sem qualquer segurança.

O estado de revolta é tão generalizado, conforme o vereador Genivaldo Marques (PSDB), que um grupo de moradores do Bairro dos Glória encaminhou ao Ministério Público Estadual (MPE) um abaixo assinado em que denunciam o abandono da estrada que liga a comunidade à BR-153. “É um caos absoluto. Uma vergonha”, resume em tom de revolta.

Denúncia

Os mesmos vereadores vão oficializar nesta sexta-feira (23), junto ao Gepatria – Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa, órgão do Ministério Público com sede em Santo Antônio da Platina, denúncia contra a administração municipal pelo uso de equipamentos públicos em propriedades particulares. A suposta irregularidade vem sendo denunciada há tempo, mas desta vez vem acompanhada de imagens e informações preciosas que vão balizar o MPE nas investigações.

O secretário de Obras José Panegada não foi localizado para comentar as acusações.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Tribuna do Vale

Notícias Relacionadas

Comentar: População da zona rural vive caos por estradas precárias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596