quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Ameaça de ataque criminoso em escola assusta Joaquim Távora

Ameaça de ataque criminoso em escola assusta Joaquim Távora
Crédito da foto Para Delegado Perez pediu a prisão preventiva de Willians de Jesus Bubna (Antônio de Picolli)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A ameaça de um ataque criminoso a uma escola em Joaquim Távora provocou pânico nos moradores durante esta terça-feira, 2. O assunto foi divulgado através das redes sociais e chegou a ser tratado como boato, inclusive pela própria Polícia Militar, mas logo foi confirmado pelo delegado Rubens José Perez, que diante das evidências pediu a prisão preventiva do suspeito à Justiça.  

De acordo com o titular da 35ª Delegacia Regional de Polícia, o homem identificado por Willians de Jesus Bubna, 32, teria revelado a um morador a intenção de invadir uma escola na cidade para assassinar alunos e professores, e que estaria preparado para um confronto com a polícia.

Em poucos minutos, a notícia tomou conta da cidade de 12 mil habitantes e fez com que as escolas interrompessem as aulas. Criança e adolescentes foram para casa na companhia dos pais, e o clima de tensão mobilizou as autoridades do município.

Os telefones da delegacia da PM não pararam de tocar. A cada chamada um morador preocupado com a notícia de que um homem estaria pronto para matar dezenas de alunos. As autoridades policiais então confirmaram a suspeita e orientaram a população.

Conforme o delegado, o Bubna já cumpriu pena por homicídio e por atear fogo na casa de um parente. “Ele permaneceu preso por mais de 13 anos. É uma pessoa de alta periculosidade que pode cometer uma atrocidade dessas a qualquer momento. Temos provas que comprovam sua intenção de praticar um crime coletivo, por isso pedi sua prisão preventiva”, disse Rubens Perez. 

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Guilherme Bannwart

Notícias Relacionadas

Comentar: Ameaça de ataque criminoso em escola assusta Joaquim Távora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125