segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Ameaça de atentado em escola causa pânico no Norte Pioneiro

Ameaça de atentado em escola causa pânico no Norte Pioneiro
Crédito da foto Para PM reforçou a segurança no Colégio Ruth Martinez, em Ribeirão do Pinhal, nesta quinta-feira (11) – Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Informações sobre supostos atentados, na quinta-feira (11), que estariam sendo planejados contra escolas municipais e estaduais de Ribeirão do Pinhal e Santo Antônio da Platina causaram pânico na população, e mobilizaram os organismos de segurança. A notícia viralizou, após distribuição de um áudio por meio do aplicativo WhatsApp. A gravação com voz feminina informava sobre grande movimentação de policiais em uma escola de Ribeirão do Pinhal e alertava também sobre o risco de ataques semelhantes em Santo Antônio da Platina, sugerindo às famílias não mandar seus filhos às escolas.

 A notícia deixou muitos pais apreensivos e em dúvida quanto à veracidade das informações. Porém, ainda pela manhã o Setor de Comunicação Social do 2º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Jacarezinho, se manifestou sobre o assunto para tranquilizar os moradores e descartar a possibilidade de atentados no colégio.

Conforme nota distribuída à imprensa pelo 2º BPM, em razão de um áudio que circulou via WhatsApp sobre suposto ataque ao Colégio Ruth Martinez, em Ribeirão do Pinhal, a Polícia Militar esclarece que a referida escola foi alvo de vandalismo no mês de março deste ano e que uma pichação sugeria um atentado no estabelecimento de ensino nesta quinta-feira (11/04).

Diante de tal fato, bem como em consequência do pânico que se instalou por causa do áudio, policiais militares da Agência de Inteligência estiveram no Colégio Ruth Martinez, onde foi constatado que não havia indícios de qualquer ataque que pudesse ocorrer na escola. Entretanto, como medida preventiva, o 2º BPM reforçou o policiamento no município.

Em entrevista a emissoras de rádio de Cambará e Santo Antônio da Platina (Banda B e Difusora FM), o comandante do 2º BPM, tenente-coronel José Luiz de Oliveira, tranquilizou os moradores. “Apesar dos atos de vandalismo ocorridos no Colégio Ruth Martinez (em Ribeirão do Pinhal), em março deste ano, que sugeriram suposto atentado na escola nesta quinta-feira (11), a Polícia Militar não encontrou qualquer indício de ação criminosa no local. Contudo, a segurança na cidade foi reforçada durante todo o dia e o Setor de Inteligência do 2º BPM continuará atuando preventivamente, mas não há razão para pânico”, garantiu o oficial.

Em relação a Santo Antônio da Platina, o tenente Renato Augusto Dias, responsável pelo Setor de Comunicação do 2º BPM descartou qualquer suspeita associada a supostas ações criminosas em Ribeirão do Pinhal.

Polícia Civil

A reportagem não conseguiu contato com o delegado de Ribeirão de Pinhal, Tristão Antônio Borborema de Carvalho, até a publicação desta matéria. A Polícia Civil, no entanto, deve se manifestar sobre o caso nesta sexta-feira (12).

Apesar de não ter recebido denúncia sobre supostos atentados em escolas de Santo Antônio da Platina, o delegado Rafael Guimarães ordenou que equipes de investigadores da 38ª Delegacia Regional de Polícia intensificassem o patrulhamento nos perímetros dos estabelecimentos de ensino públicos e privados do município. “Fatos trágicos como o ocorrido recentemente em Suzano (SP) provocam pânico na população, e infelizmente muitas pessoas mal intencionadas se aproveitam da situação. Importante salientar para que as pessoas procurem a polícia antes de propagar informações que circulam nas redes sociais. Se há suspeita é preciso investigar, mas é preciso comunicar o caso imediatamente à autoridade policial”, orienta o delegado.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Guilherme Bannwart

Notícias Relacionadas

Comentar: Ameaça de atentado em escola causa pânico no Norte Pioneiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596