quarta-feira, 12 de Maio de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Cadeia de Ibaiti registra recorde de presos e preocupa autoridades

Cadeia de Ibaiti registra recorde de presos e preocupa autoridades
Crédito da foto Para Divulgação
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O número de presos na Cadeia Pública de Ibaiti chegou a 91 atingindo o maior índice já registrado na unidade desde a sua criação, em 1950. A superlotação carcerária é motivo de preocupação para as autoridades, que se mobilizam por medidas emergências ao problema.
 
De acordo com autoridades, na época em que a cadeia foi construída o sistema carcerário era outro, assim como a criminalidade registrada no município. A unidade ficava afastada do centro urbano e suportava os presos. No entanto, com o passar dos anos algumas reformas de ampliação foram realizadas para aumentar sua capacidade prisional, que passou a estar apta a receber 19 detentos.
 
Acontece que cidade cresceu, e a Cadeia Pública outrora distante passou a ser vizinha de um denso centro residencial, cercada de casas, mercados, escolas, hospital, Terminal Rodoviário, Câmara de Vereadores entre outros órgãos e estabelecimentos, local onde grande parte da população do município transita diariamente.
 
A unidade fica localizada no mesmo prédio onde também funciona, de forma compartilhada, a 37ª Delegacia de Polícia, repartição pública que recebe dezenas de pessoas todos os dias. “Com esse cenário é fácil perceber o grande risco que grande parte da população ibaitiense está submetida, pois uma fuga, um motim ou uma tentativa de resgate de presos expõe a risco todas essas pessoas”, ressaltou o delegado Pedro Dini, titular da DRP.
 
Embora a Cadeia Pública de Ibaiti tenha sido entregue ao Departamento Penitenciário (Depen), a Polícia Civil ainda se ocupa com parte da responsabilidade na custódia de presos, pois auxilia os agentes na escolta a médicos e outras repartições, o que segundo o delegado, compromete as investigações. “A Cadeia Pública de Ibaiti é o triste retrato de todo o sistema prisional paranaense, e, em especial, das cidades do interior, onde o estabelecimento penal está incrustado no meio da cidade formado por prédios antigos que não oferecem a ideal estrutura para abrigar presos e, em muitos casos, administrado e vigiado por policiais civis em absoluto desvio de função”, avaliou Pedro Dini.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Guilherme Bannwart

Notícias Relacionadas

Comentar: Cadeia de Ibaiti registra recorde de presos e preocupa autoridades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596