terça-feira, 15 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Dez pessoas foram presas durante Operação Faxina em Joaquim Távora

Dez pessoas foram presas durante Operação Faxina em Joaquim Távora
Crédito da foto Para Assessoria
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Sete pessoas foram presas e três conduções coercitivas foram efetuadas pela Delegacia de Joaquim Távora, durante a Operação Faxina, deflagrada na manhã desta quarta-feira (1º). A ação tinha como objetivo diminuir o número de traficantes no município. 

 

O chefe da quadrilha, Willian Massaneres, 27 anos, comandava o esquema de dentro da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL). Uma funcionária pública foi presa como suspeita de atuar diretamente com o Massanares. Ela seria responsável pela coordenação das operações efetuadas pela quadrilha, além de agenciar menores para o tráfico.

 

Uma funcionária do Fórum de Joaquim Távora também foi afastada de suas funções por ser suspeita de ser informante da quadrilha. As investigações que desmontou o esquema de tráfico de drogas na cidade duraram por dois meses.
Durante a ação foram apreendidos, 13 quilos de maconha, cocaína, celulares e balanças de precisão, em residências, nos bairros São Sebastião e Centro. A polícia também realizou diligência no município de Guapirama.
Para o delegado-titular de Joaquim Távora, Rubens José Perez, apesar do grande número de prisões efetuadas, em uma cidade pequena, com aproximadamente 12 mil habitantes, as investigações não param. “Continuamos recebendo denúncias e estamos analisando cada uma delas, para continuar servindo a comunidade”, ressalta Perez.
Todos os membros do grupo responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, corrupção de menores e organização criminosa, onde as penas somadas podem chegar há mais de 30 anos de reclusão.
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Assessoria

Notícias Relacionadas

Comentar: Dez pessoas foram presas durante Operação Faxina em Joaquim Távora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596