sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Equipamento solta e piloto de parapente morre após sofrer queda de 50 metros

Equipamento solta e piloto de parapente morre após sofrer queda de 50 metros
Crédito da foto Para Banda B
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um piloto de parapente morreu no final da manhã deste sábado (4) após sofrer queda de aproximadamente 50 metros durante voo na área rural de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com informações dos instrutores, Vagner César Magalhães, de 50 anos, praticava o esporte há mais de um ano no Morro do Cal e era considerado experiente na prática. Acredita-se que ele tenha conseguido manobrar o equipamento por alguns minutos antes de sofrer a queda.

Em entrevista à Banda B, o instrutor Márcio André Lichtnow explicou que o piloto teria errado um procedimento de segurança, o que fez todas as travas se soltarem no parapente. “Ele pode ter tentado abrir algo para se movimentar, mas é difícil de entender o que aconteceu. Nesse caso ele não consegue segurar na cadeirinha e precisa segurar o equipamento inteiro com os braços”, explicou.

Para Lichtow, é provável que a vítima tenha morrido após alguns poucos minutos segurando o parapente com os braços. “Nas axilas passam as artérias que alimentam o cérebro, então é provável que ele tenha desmaiado após alguns minutos. Percebemos antes da decolagem que ele estava com tudo conectado, mas ele mudou o procedimento”, concluiu.

No local, ainda se tentou orientar Vagner a retornar ao morro, mas ele não respondeu ao chamado pelo rádio.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Banda B

Notícias Relacionadas

Comentar: Equipamento solta e piloto de parapente morre após sofrer queda de 50 metros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596