Saturday, 19 de September de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Escrivão de polícia teria se apropriado de fianças pagas no Paraná

Escrivão de polícia teria se apropriado de fianças pagas no Paraná
Photo Credit To Imagem Ilustrativa google imagens
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A Vara Criminal de Nova Londrina, no Noroeste paranaense, decretou na sexta-feira (28) a prisão preventiva de um escrivão de polícia denunciado por peculato, supressão de documentos públicos e falsidade ideológica. A prisão decorreu de denúncia feita pela Promotoria de Justiça de Nova Londrina contra o escrivão e um ex-delegado que também são réus de ação civil pública por improbidade administrativa.

Segundo apuração do Ministério Público e do atual delegado do município, Alysson Gabriel Nunes Tinoco, o escrivão investigado apropriou-se de valores arbitrados a título de fiança em diversas prisões em flagrante realizadas entre 2011 e 2015.

Na tentativa de evitar a descoberta do esquema, os acusados passaram a destruir os inquéritos policiais instaurados com as prisões, antes que os procedimentos fossem remetidos ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para registro e acompanhamento. Após tomarem conhecimento das diligências da Promotoria de Justiça, os agentes investigados forjaram boletins de ocorrência, inserindo dados falsos, tentando alterar os dados dos documentos.

Em vista das irregularidades, O MP-PR ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa e o ofereceu a denúncia criminal que resultou na decretação de prisão preventiva do escrivão.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Bonde com MP/PR

Related posts

Comentar: Escrivão de polícia teria se apropriado de fianças pagas no Paraná

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596