terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Homem se revolta com atitude da ex após separação e a mata a facadas

Homem se revolta com atitude da ex após separação e a mata a facadas
Crédito da foto Para Foto: Reprodução Facebook
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Uma mulher de 32 anos foi morta a facadas pelo ex-marido, na noite desta quarta-feira (25), em Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu quatro dias após o pedido de separação. O homem teria se revoltado com o fato da vítima entregar todas suas roupas para a mãe dele, mostrando que assim não haveria volta no relacionamento. Filha da vítima, uma adolescente de 14 anos presenciou o crime e também ficou ferida após tentar impedir a ação do padrasto.

À Banda B, o delegado Derick Moura Jorge explicou que a vítima já havia registrado boletim de ocorrência do suspeito de 41 anos por conta de ameaças. “Depois de todo esse primeiro procedimento, ela retornou e disse que havia dado mais uma chance para ele. No sábado, eles novamente terminaram e o ex-marido se revoltou. Após encontrar as roupas na casa da mãe, ele investiu fisicamente e a matou nesta quarta-feira”, explicou.

Segundo a Polícia Civil, a filha da vítima estava em casa e tentou impedir as agressões, também ficando ferida.

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa. A Justiça já autorizou a prisão preventiva e o agressor é considerado foragido.

Detido, o suspeito irá responder pelo crime de feminicídio e pode pegar pena de 12 a 30 anos de prisão.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Felipe Ribeiro

Notícias Relacionadas

Comentar: Homem se revolta com atitude da ex após separação e a mata a facadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596