Sunday, 28 de February de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Jacarezinho e Região: Outros dois são presos na região de Londrina por corrupção na Receita

Jacarezinho e Região: Outros dois são presos na região de Londrina por corrupção na Receita
Photo Credit To Imagem Ilustrativa google imagens
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um auditor fiscal da 6ª Delegacia da Receita Estadual, de Jacarezinho, e um contador e advogado de Rolândia foram presos hoje pela manhã nas suas cidades, ainda pela segunda fase da Operação Publicano. Eles devem ser removidos para Londrina nas próximas horas. As duas prisões preventivas foram decretadas na sexta-feira da semana passada, pela 3ª Vara Criminal. O auditor  de Jacarezinho e o contador e advogado  deve ser removido para Londrina amanhã, enquanto o contador deve ser transferido hoje mesmo – remoções que foram pedidas pelo Gaeco.

De acordo com o coordenador do Gaeco de Londrina, Jorge Costa, os dois nomes surgiram a partir de depoimentos prestados por empresários, nessa segunda fase da Publicano. “São fatos novos que surgiram”, afirmou Costa, sem especificar quais seriam esses fatos atribuídos a aos dois novos investigados. Ainda não está definido se eles serão denunciados hoje ou se entram num novo inquérito policial que será aberto na sequência das investigações. Eles não serão ouvidos nesse momento, já que o inquérito da Publicano já foi concluído. Se indiciados em novo inquérito, os dois investigados poderão ser ouvidos. Se denunciados na ação que erá concluída hoje, prestarão depoimento em juízo. A reportagem está tentando identificar os advogados dos dois novos investigados.

Com essas duas sobe para 63 o número de prisões decretadas na segunda fase da Publicano.

Prazo

O Ministério Público tem até hoje para apresentar a ação penal da segunda fase das investigações. A ação deve ser proposta até o final da tarde. Nenhum promotor vai falar sobre o assunto ainda nesta segunda-feira.

A Operação Publicano, que teve a primeira fase deflagrada em março, investiga a denúncia de que auditores fiscais, contadores e empresários teriam formado uma “organização criminosa” para facilitar a sonegação fiscal mediante o pagamento de propina. Para o Gaeco, o empresário Luiz Abi Antoun, parente do governador Beto Richa (PSDB) seria o operador político do suposto esquema.

Fonte: Jornal de Londrina

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Post source : Jornal de Londrina

Related posts

Comentar: Jacarezinho e Região: Outros dois são presos na região de Londrina por corrupção na Receita

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WhatsApp 596