terça-feira, 22 de outubro de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Loucuras natalinas: Faca cravada nas costas, briga ‘em família’ e fim de namoro agitam o Natal nas delegacias

Loucuras natalinas: Faca cravada nas costas, briga ‘em família’ e fim de namoro agitam o Natal nas delegacias
Crédito da foto Para (foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Depois da série de tragédias em família registradas na véspera de Natal, o dia 25 reservou uma nova leva de episódios ‘nonsense’ ao público brasileiro. Foram dois episódios no Paraná, conhecido como a Rússia brasileira, mas o prêmio de caso mais absurdo fica para uma briga ocorrida em Belterra, no oeste do Pará.

Comecemos pelos casos paranaenses, ambos registrados durante a madrugada. Em Apucarana, no norte do Paraná, um jovem de 21 anos foi preso após agredir o pai, a mãe e a irmã na residência da família, no Jardim Ponta Grossa.

Segundo o portal Tribuna do Norte, tudo começou com uma discussão entre pai e filho, que não demorou para se tornar agressão, com distribuição de socos e chutes natalinos. A mãe tentou apartar a confusão e acabou ‘presenteada’ com vários socos no rosto e no tórax desferidos pelo filho. A irmã também foi tentar acabar com a briga e acabou levando chutes e socos.

As duas mullheres ficaram com hematomas e escoriações por causa da violência, enquanto o jovem que só foi contido pela Polícia Militar, acabou encaminhado à delegacia. O motivo da discussão não foi revelado.

Já em Guaratuba, no litoral paranaense, um rapaz de 22 anos acabou preso no bairro Figueira ao jogar sua bicicleta contra um carro, impedindo o veículo de sair. O delegado Renan Barbosa Lopes Ferreira passava pelo local e foi averiguar o que estava acontecendo.

Foi quando o rapaz revelou que não aceitava o fim do relacionamento por acreditar que a esposa ainda o amava. Além disso, afirmou que não queria passar o Natal sozinho. Ele chegou a agredir o próprio tio e socou vidros do carro para impedir que a ex saísse do local. No final, foi detido e encaminhado à delegacia por constrangimento ilegal.

Por fim, em Santarém, no Pará, um homem de 27 anos foi socorrido após ser agredido e ficar com uma faca cravada nas costas durante uma festa de Natal no município de Belterra, no oeste do Pará. Segundo a Polícia Civil, a vítima se divertia com amigos quando foi surpreendido pelo agressor, que é um militar do Exército e está foragido.

Apesar da imagem chocante (que pode ser conferida acima), o rapaz passa bem e passará por uma cirurgia para a retirada da faca. A polícia agora tenta identificar o suspeito e descobrir o que teria motivado o crime.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Bem Paraná

Notícias Relacionadas

Comentar: Loucuras natalinas: Faca cravada nas costas, briga ‘em família’ e fim de namoro agitam o Natal nas delegacias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596