quinta-feira, 17 de junho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

MPPR denuncia pai e avó de Eduarda por homicídio e ocultação de cadáver

MPPR denuncia pai e avó de Eduarda por homicídio e ocultação de cadáver
Crédito da foto Para Eduarda Shigematsu tinha 11 anos e morava com o pai. Foto: Divulgação/Polícia Civil
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O pai e a avó paterna da garota Eduarda Shigematsu, 11 anos, que foi morta e teve o corpo enterrado no quintal da casa da família, foram denunciados pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) por homicídio e ocultação de cadáver. O pai nega o crime, mas confessa que enterrou o corpo da filha ao vê-la enforcada no quarto. A versão não foi aceita pela investigação. O caso aconteceu em Rolândia, no norte do Paraná, em abril deste ano.

A Polícia Civil concluiu o inquérito na segunda-feira (24) e o enviou ao MPPR. Já na terça-feira (25), o documento oferece denúncia, com agravantes – meio cruel por não ter dado chance de defesa à criança e feminicídio.

São ao todo mais de cem páginas de laudos de investigação, mas que corre em segredo de Justiça.

Caso

Eduarda foi encontrada morta no dia 28 de abril deste ano. A avó dela, Terezinha de Jesus Guinaia, tinha registrado o desaparecimento da menina na delegacia quatro dias antes.

O pai de Eduarda, Ricardo Seidi, confessou à polícia que enterrou o corpo da menina. Tanto o pai quanto a avó foram presos por suspeita de envolvimento no assassinato da menina. A menina estava enterrada com os pés e mãos amarrados, uma corda no pescoço e a cabeça envolvida em um saco preto e uma toalha.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Banda B

Notícias Relacionadas

Comentar: MPPR denuncia pai e avó de Eduarda por homicídio e ocultação de cadáver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596