quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Najila, que acusa Neymar de estupro, passa mal em depoimento e sai de delegacia para hospital em São Paulo

Najila, que acusa Neymar de estupro, passa mal em depoimento e sai de delegacia para hospital em São Paulo
Crédito da foto Para © Djalma Vassão/ Gazeta Press
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

A modelo Najila Trindade Mendes de Souza, que acusa o atacante Neymar de estupro, passou mal enquanto prestava depoimento nesta sexta-feira (7) na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em Santo Amaro, na zona Sul de São Paulo, e foi direto para um local de pronto-atendimento.

Ela foi levada para a Unidade Básica de Saude (UBS) Cidade Dutra, também na zona Sul da capital paulista. Ainda não se sabe o que ela sentiu exatamente.

Najila chegou ao local às 11h53 em uma viatura da Polícia Civil e acompanhada de outras duas mulheres. Ela deixou o carro com a cabeça e o rosto cobertos e logo entrou no prédio da DDM.

Neymar foi acusado de estupro por uma mulher cuja identidade não foi revelada pela polícia. Ela registrou boletim de ocorrência na sexta-feira 31 de maio, revelado pelo ESPN.com.br no sábado 1º de junho , na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher (DDM), na zona Sul de São Paulo.

Segundo o documento, ela alegou ter conhecido o jogador de Paris Saint-Germain e seleção brasileira nas redes sociais. E no dia 12 de maio, um assessor identificado como Gallo entrou em contato fornecendo passagens e hospedagem para ela em Paris, na França, para onde embarcou no dia 14 e chegou no dia 15.

A mulher afirmou ter ficado no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebido o atleta de 27 anos por volta de 20h locais do mesmo dia 15. Segundo ela, o jogador chegou “aparentemente embriagado”. “Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual.”

Tanto Neymar, por meio de vídeo em uma rede social – que depois o tirou do ar – na qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por telefone e a outra participando ao vivo de um programa, negam que tenha havido estupro. Eles confirmam que houve relação sexual, mas que a mesma foi consensual.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Eduardo Affonso, de São Paulo (SP)

Notícias Relacionadas

Comentar: Najila, que acusa Neymar de estupro, passa mal em depoimento e sai de delegacia para hospital em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596