terça-feira, 21 de Janeiro de 2020

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Pai que teria estuprado e engravidado a filha é preso pela polícia no Litoral

Pai que teria estuprado e engravidado a filha é preso pela polícia no Litoral
Crédito da foto Para (Foto: PCPR)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um homem, de 40 anos, foi preso pela Polícia Civil do Paraná (PCPR), suspeito de abusar sexualmente de sua filha de 12, no ano de 2014. A prisão aconteceu no início da noite de quinta-feira (9), em Guaratuba, no Litoral do Paraná, na Operação Verão Maior. O homem estava foragido desde o mês de junho de 2019 e foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável.

De acordo com as investigações, o crime teria ocorrido em Curitiba. A mãe da vítima era falecida e ela morava apenas com o pai. A denúncia chegou para a PCPR através do Conselho Tutelar, relatando que o homem estaria violentando a menina.

Diante do fato, a PCPR deu início as investigações e descobriu que a filha, hoje com 18 anos, teria engravidado e a criança, atualmente com 4, poderia ser fruto da violência sexual. Embora, a vítima tivesse negado na delegacia.

Ao ser ouvida, a filha do suspeito negou todas as acusações. Quando questionada sobre sua gravidez precoce e paternidade do filho, disse que seria um rapaz que conheceu, porém não informou quem seria ele. Entretanto, a PCPR solicitou exame de DNA à Justiça em 2019, para confrontar com a versão apresentada pela vítima. Através disso, ficou comprovado que o filho era fruto dos abusos.

Com provas materiais e laudos periciais, a PCPR solicitou um mandado de prisão preventiva à Justiça, o qual foi decretado em junho de 2019. O homem era procurado desde então.

A PCPR chegou até o suspeito após descobrir que estaria se escondendo em Guaratuba. Após muitas horas de campana, agentes da PCPR o prenderam no momento em que saía de casa em direção a um bar ao lado da residência.

O homem está preso à disposição da Justiça.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Banda B com PCPR

Notícias Relacionadas

Comentar: Pai que teria estuprado e engravidado a filha é preso pela polícia no Litoral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596