segunda-feira, 26 de julho de 2021

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Pai tenta salvar filho com ajuda do irmão e os 3 morrem afogados

Pai tenta salvar filho com ajuda do irmão e os 3 morrem afogados
Crédito da foto Para Bombeiros nas buscas no Rio dos Patos – Foto Blog Intervalo da Notícia
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Uma tragédia foi registrada em uma família da localidade de Rio dos Patos, em Prudentópolis, região central do Paraná, no final da tarde de quinta-feira (31). Três pessoas da mesma família morreram afogadas no Rio dos Patos. Todos estavam pescando.

Segundo informações levantadas com o Corpo de Bombeiros, o adolescente Alex Sandro Nicolau, de 14 anos, foi para o rio nadar, enquanto o pai e o tio ficaram pescando na margem. De repente, o garoto começou a pedir socorro e o pai e o tio foram tentar salvá-lo. Tanto Alex quanto o pai, Roberto Estevão Nicolau, de 40 anos, e o tio Sandro Estevão Nicolau, de 43 anos, morreram afogados.

“Testemunhas nos chamaram e chegamos ao local cerca de 30 minutos depois, já que o rio fica na zona rural da cidade. Imediatamente, fizemos mergulho por apneia e, logo depois, utilizamos equipamentos. Foi então que constatamos que o local do afogamento tem cerca de 9 metros de profundidade. Nada pode ser feito. O primeiro corpo encontramos logo em seguida, por volta das 18h30 e, na sequência, encontramos as outras duas vítimas já sem vida”, informou o comandante do CB de Prudentópolis, Bruno Damascena.

O comandante alerta que, em casos de afogamento, nunca se deve tentar salvar a vítima entrando na água. “Em casos assim, é preciso manter a calma e tentar jogar algum objeto cumprido para puxar a vítima ou então algo para que ela possa se agarrar e flutuar. No desespero, tanto quem tenta salvar quanto quem está se afogando acabam não resistindo numa ação na água”, completou o comandante.

Os corpos foram recolhidos para o Instituto Médico Legal de Guarapuava.

Informações e fotos no Blog Intervalo da Notícia

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Denise Mello e Antonio Nascimento

Notícias Relacionadas

Comentar: Pai tenta salvar filho com ajuda do irmão e os 3 morrem afogados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp 596