quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná: Bandidos interceptam ônibus com 50 presos para encontrar algoz e fazem o terror na 116

Paraná: Bandidos interceptam ônibus com 50 presos para encontrar algoz e fazem o terror na 116
Crédito da foto Para Daniela Sevieri
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Um ônibus de turismo que transportava presos para a Colônia Penal Agrícola, localizada em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, foi interceptado por pelo menos seis bandidosfortemente armados em quatro carros, na BR-116, no quilômetro 76, em Quatro Barras. O caso aconteceu no fim da noite desta quarta-feira (10) e os marginais tinham como intenção procurar um detento de apelido Netinho, que não estava no veículo.

O ônibus estava fretado para conduzir os 50 detentos do regime semiaberto que trabalham em uma empresa de metal de volta ao presídio, quando os homens fortemente armados, com fuzis e escopetas, fizeram uma barricada com dois carros em chamas, um Gol e um Sandero. Eles conseguiram fazer o motorista do ônibus parar e abrir a porta.

Dentro do ônibus, os bandidos procuraram por um detento de apelido Netinho e chegaram a metralhar o banheiro do coletivo, acreditando que ele estaria escondido ali. Sem sucesso, o bando retornou para as duas caminhonetes e fugiram, sem ferir ninguém.

Muito assustado, o condutor do ônibus disse à imprensa que não teve ‘nem discussão’ com os bandidos fortemente armados. “Ele fizeram a gente parar, pediram nosso celular e fizeram o que fizeram. Eu vi umas quatro pessoas e foram muitos violentos. Metralharam o banheiro, com vários disparos”, contou.

A Polícia Militar fez buscas pela região, mas até o final da noite nenhum dos envolvidos foi encontrado.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Henrique de Oliveira e Daniela Sevieri

Notícias Relacionadas

Comentar: Paraná: Bandidos interceptam ônibus com 50 presos para encontrar algoz e fazem o terror na 116

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125