quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná: Chapeiro que salvou mulher que se jogaria de passarela diz: “Senti no coração que tinha que ir lá”

Paraná: Chapeiro que salvou mulher que se jogaria de passarela diz: “Senti no coração que tinha que ir lá”
Crédito da foto Para Resgate de mulher aconteceu na manhã desta quinta-feira (Foto: Colaboração)
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

O chapeiro da Ceasa de Curitiba (Central de Abastecimento), Eleandro Maciel, de 32 anos, passava pela BR-116 com sua caminhonete quando olhou para a passarela, no fim da manhã de quinta-feira, e viu uma mulher ameaçando se jogar. Mesmo atrasado para um entrega em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, ele parou a caminhonete no acostamento e foi ao encontro da mulher, de 33 anos.

“Eu senti um calor coração, Deus mandou e eu fui lá. Ela estava sendo convencida por outras pessoas a não se jogar e eu a abracei e tirei da beira da passarela. Consegui segurar e a acalmar, com a ajuda de outras pessoas, até os bombeiros chegarem”, descreveu o chapeiro, em entrevista exclusiva à imprensa nesta sexta-feira.

Segundo Eleandro, um caminhoneiro, outro anjo na vida da mulher, era quem mais conversava com ela. “Não deu tempo nem de eu falar direito, primeiro eu fui pegar ela de lá de cima. Fiquei sem palavras, foi algo desesperador, meu coração acelerou e tive coragem de fazer isso. Até agora não sei como”, descreveu.

O chapeiro comentou com felicidade o fato de, além dele, outras pessoas terem se mobilizados para retirar a mulher da passarela.”Tinha várias pessoas conversando com ela, falando para não fazer isso, para pensar na família, no filho que tem. Foi importante, diferente do que tinha acontecido aquela outra vez, quando o menino se jogou”, disse, referindo-se a morte de um jovem ao cair da mesma passarela em fevereiro deste ano, quando pessoas pediam para que ele ‘pulasse de uma vez’.

A mulher foi retirada pela passarela pelo Corpo de Bombeiros e foi encaminhada a uma Unidade de Pronto Atendimento. Ela passa bem.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Luiz Henrique de Oliveira

Notícias Relacionadas

Comentar: Paraná: Chapeiro que salvou mulher que se jogaria de passarela diz: “Senti no coração que tinha que ir lá”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125