domingo, 10 de dezembro de 2017

Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90
Cliente 728 x 90

Paraná: Mulher percebe passagem de trem ‘em cima da hora’ e se joga de carro antes de acidente

Paraná: Mulher percebe passagem de trem ‘em cima da hora’ e se joga de carro antes de acidente
Crédito da foto Para Foto: Daniela Sevieri
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Uma motorista de 58 anos se jogou do próprio carro em movimento após se assustar com a aproximação de um trem no bairro Hugo Lange, em Curitiba. Ela subia a Rua Jaime Balão quando percebeu a luz do outro veículo se aproximando. Sem conseguir engatar a ré do HB20, ela optou por se jogar pela porta.

À imprensa, a motorista comentou que não percebeu a chegada do trem. “Ele não fez nenhum barulho e a sinalização aqui também está ruim. Só percebi a luz e abri a porta”, disse.

Segundo o socorrista Alexandre, se ela não tivesse saído do veículo, poderia ter sofrido ferimentos mais graves. “É um perigo, o trem obviamente não tem como parar. Até que o carro não teve muito estrago pelo impacto do acidente”, comentou.

A reportagem entrou em contato com a America Latina Logistica (ALL), que informou que a motorista não respeitou a sinalização e cruzou a ferrovia no momento da passagem do trem. “O maquinista acionou os procedimentos de segurança, mas não foi possível evitar a colisão”, informou a empresa.

Na nota, a empresa ainda citou o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que, em seu Art. 29, estabelece que a ferrovia é sempre preferencial. Já o Art. 212 estabelece que deixar de parar o veículo antes de transpor linha férrea é infração gravíssima, sujeito a multa.

Sobre a sinalização, a empresa informou que já propôs ao Município a formação de um comitê para discutir os assuntos da ferrovia em Curitiba.

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125

Fonte do post: Felipe Ribeiro e Daniela Sevieri

Notícias Relacionadas

Comentar: Paraná: Mulher percebe passagem de trem ‘em cima da hora’ e se joga de carro antes de acidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125
Post Topo 747 x 125